Busca avançada
Ano de início
Entree

Amadores e ciência nos catálogos de plantas e sementes, 1870 - 1940

Processo: 11/10088-7
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 13 de agosto de 2011
Vigência (Término): 02 de setembro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História das Ciências
Pesquisador responsável:Graciela de Souza Oliver
Beneficiário:Graciela de Souza Oliver
Anfitrião: Silvia Fernanda de Mendonça Figueirôa
Instituição-sede: Centro de Ciências Naturais e Humanas (CCNH). Universidade Federal do ABC (UFABC). Ministério da Educação (Brasil). Santo André , SP, Brasil
Local de pesquisa : Oregon State University (OSU), Estados Unidos  
Assunto(s):Plantas (identificação)   Sementes   Catálogos

Resumo

O projeto enfoca os elementos visuais e textuais, vinculados ao comércio e propaganda, em face das relações entre amadores e profissionais das ciências nos Catálogos de Plantas e Sementes americanos entre 1860 e 1940. Três são os objetivos dessa pesquisa a ser realizada nas coleções especiais da biblioteca da Universidade Estadual de Oregon: 1) Identificar os interesses e públicos-alvo desses catálogos, observando os valores atribuídos à natureza e a publicidade da mesma. Especial atenção será dada ao papel das mulheres, suas tarefas e formação, e suas imagens perante a Horticultura; 2) Identificar os procedimentos para a criação de novas variedades, bem como sua iconografia, em face do desenvolvimento das ciências agrícolas e da botânica. Procurando compreender como e porque essas ciências serviram a sociedade; 3)organizar uma visão geral sobre o comércio de plantas e sementes, sob diversos aspectos econômicos, sociais e técnicos, nos EUA. Admite-se que este é um bom ponto de partida para compreender com quem e por que as elites agrárias brasileiras, especialmente as de São Paulo, no início do século XX, desenvolverem "experimentações" com variedades agrícolas, para grandes e pequenas culturas, apesar dos esforços das instituições científicas locais. Especial atenção será dada à história da cana, das uvas e das orquídeas. Espera-se com essa pesquisa compreender melhor os processos sociais de organização e estabelecimento de uma esfera pública das C&T, as características da comunidade científica brasileira no período e também os processos de urbanização na capital paulista. (AU)