Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do potencial do pólen apícola como bioindicador da contaminação ambiental por agrotóxicos

Processo: 10/18253-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2011
Vigência (Término): 31 de julho de 2014
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia
Pesquisador responsável:Susanne Rath
Beneficiário:Renata Cabrera de Oliveira
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Entomologia   Agrotóxicos   Poluição ambiental

Resumo

Há muito tempo o uso freqüente de agrotóxicos na agricultura com o objetivo de assegurar, ou mesmo, de aumentar a produção vem despertando a atenção frente à questão da potencial presença de resíduos dessas substâncias nos alimentos e no ambiente, o que pode implicar em riscos à saúde humana. Considerando o comportamento forrageiro das abelhas em função do serviço de polinização exercido por elas em diversas culturas agrícolas, além das longas distâncias percorridas pelas abelhas em relação à colméia, o pólen tem sido apontado como um potencial bioindicador da presença de contaminantes ambientais em áreas nos arredores dos apiários. No entanto, não há estudos que correlacionem as concentrações dos contaminantes encontradas no pólen com o nível e/ou severidade da contaminação ambiental ou nos alimentos. Neste contexto, surge a presente proposta de desenvolver um estudo para avaliação do uso do pólen como bioindicador de contaminação ambiental, da saúde da colméia e da segurança do alimento, através da verificação da correlação entre os níveis de agrotóxicos encontrados em amostras de abelhas e pólen apícola e a contaminação ambiental. Para este estudo, que será realizado em um apiário instalado no campo experimental da Embrapa Meio Ambiente, serão realizadas coletas periódicas nas colméias do apiário experimental, durante um ano. O ambiente será monitorado durante todo o período com o uso de discos de espuma de poliuretano (PUF - polyurethane foam), que são dispositivos de amostragem passiva do ar. Todas as amostras serão analisadas por métodos analíticos que serão desenvolvidos e validados de acordo com as recomendações das principais agências regulatórias internacionais (Comunidade Européia e IUPAC). A partir dos resultados pretende-se criar um modelo matemático que expresse a relação existente entre a quantidade de uma determinada substância encontrada na colméia com a quantidade desta substância no meio, avaliando assim o potencial de uso do pólen apícola como bioindicador da contaminação ambiental por agrotóxicos.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE OLIVEIRA, RENATA CABRERA; DO NASCIMENTO QUEIROZ, SONIA CLAUDIA; PINTO DA LUZ, CYNTHIA FERNANDES; PORTO, RAFAEL SILVEIRA; RATH, SUSANNE. Bee pollen as a bioindicator of environmental pesticide contamination. Chemosphere, v. 163, p. 525-534, NOV 2016. Citações Web of Science: 11.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
RENATA CABRERA DE OLIVEIRA. Avaliação do potencial do pólen apícola como bioindicador de contaminação ambiental por agrotóxicos. 2014. Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas. Instituto de Química.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.