Busca avançada
Ano de início
Entree

Marcadores tumorais evidenciados pelas metodologias de variação no número de cópias genômicas (aCGH) e expressão gênica em larga escala em carcinomas de pênis

Processo: 11/03974-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de julho de 2011
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2011
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Silvia Regina Rogatto
Beneficiário:Ariane Fidelis Busso Lopes
Instituição-sede: Hospital A C Camargo. Fundação Antonio Prudente (FAP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Biomarcadores tumorais   Neoplasias penianas   Análise de sequência com séries de oligonucleotídeos

Resumo

O câncer de pênis (CaPe) é uma neoplasia rara que ocorre em homens preferencialmente a partir da sexta década de vida. Nestes tumores são extremamente limitadas as análises utilizando métodos em genética molecular. Este projeto foi aprovado pela FAPESP em nível Mestrado (Processo 2009/068511-7) e a dissertação foi apresentada ao Conselho para defesa; entretanto, os membros da Banca Examinadora sugeriram, por unanimidade, a extensão para doutorado direto. Para publicação dos dados há a necessidade de confirmação e validação dos resultados obtidos e, por esta razão, este projeto foi delineado. Durante o período de vigência da bolsa de Mestrado, foram avaliadas variações no número de cópias genômicas e alterações na expressão gênica por análises em larga escala em tumores de pênis em plataformas de 4x44K (Agilent) de acordo com o genótipo de HPV (kit Linear Array HPV Test Genotyping, Roche). 32% dos tumores apresentaram infecção por algum subtipo de HPV (10/31 casos). As análises de aCGH revelaram 450 alterações no número de cópias, incluindo ganhos frequentes em 3q, 8q, 9p, 9q e 22q e perdas em 3p, 4q, 8p, 10p, 10q, 19p, 21p e Y. Os casos HPV negativos apresentaram maior número de alterações genômicas quando comparados aos HPV+ e ganhos em 19q13.32 ocorreram exclusivamente em tumores positivos para o vírus. A análise de oligoarrays revelou mais de 3.000 genes diferencialmente expressos, incluindo moléculas centrais de rede presentes no ciclo celular, modulação imune e metaloproteinases de matriz. Duzentos e setenta e nove genes apresentaram expressão diferencial de transcritos na comparação entre tumores HPV+ e HPV-, relacionando-se principalmente à resposta imune e inflamação. Os dados genômicos e transcriptômicos foram em seguida submetidos à análise integrada e identificou-se uma série de genes candidatos a marcadores moleculares em tumores de pênis. Com o objetivo de confirmar as alterações encontradas nesta análise prévia, pretende-se avaliar a expressão de 13 genes e/ou proteínas (TNFSF10, FLI1, DLC1, LAMP3, PPARG, SBF1, MMP1, STAT1, DAXX, SPP1, IFIT2, PI3 e TNFSF13B) por qRT-PCR e imunoistoquímica, respectivamente. Por essas análises pretende-se confirmar os dados obtidos nos experimentos em larga escala e, consequentemente, permitir a identificação de marcadores moleculares e alvos terapêuticos que possam levar a redução da morbidade e mortalidade causada por este carcinoma. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BUSSO-LOPES, ARIANE F.; MARCHI, FABIO A.; KUASNE, HELLEN; SCAPULATEMPO-NETO, CRISTOVAM; TRINDADE-FILHO, JOSE CARLOS S.; DE JESUS, CARLOS MARCIO N.; LOPES, ADEMAR; GUIMARAES, GUSTAVO C.; ROGATTO, SILVIA R. Genomic Profiling of Human Penile Carcinoma Predicts Worse Prognosis and Survival. Cancer Prevention Research, v. 8, n. 2, p. 149-156, FEB 2015. Citações Web of Science: 18.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.