Busca avançada
Ano de início
Entree

Estratégias tolerogênicas antígeno-específicas visando profilaxia e terapia na encefalite autoimune experimental

Processo: 11/00465-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2011
Vigência (Término): 30 de junho de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Alexandrina Sartori
Beneficiário:Fernanda Chiuso Minicucci
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Esclerose múltipla   Autoimunidade   Linfócitos T reguladores

Resumo

A esclerose múltipla (EM) é uma doença inflamatória, crônica e desmielinizante do Sistema Nervoso Central (SNC). A caracterização de estratégias profiláticas ou terapêuticas na EM é necessária, já que não há cura para a doença. Assim, o objetivo deste projeto é determinar uma estratégia tolerogênica específica e avaliar o seu efeito na encefalite autoimune experimental (EAE). Na primeira etapa deste projeto, avaliaremos o potencial indutor de tolerância específica de três substâncias: vitamina D3, dexametasona e tacrolimus. Para isto, camundongos C57BL/6 fêmeas serão imunizados com MOG (myelin oligodendrocyte glycoprotein) na presença destas substâncias. Na segunda etapa, será avaliado o potencial profilático e terapêutico da estratégia tolerogênica mais eficaz na evolução da EAE. Os animais serão avaliados diariamente quanto ao peso e o escore clínico da doença e a eutanásia será realizada na fase aguda da EAE para avaliação da resposta imune (produção de citocinas e anticorpos) e do processo inflamatório do SNC. Por fim, avaliaremos os mecanismos imunológicos envolvidos na indução de tolerância através da caracterização fenotípica de células dendríticas (baço e linfonodo) e de células T reguladoras (cérebro). Também avaliaremos a produção de IFN-gama, IL-17 e IL-10 no cérebro. Nossa hipótese de trabalho é que a imunização com antígeno específico do SNC na presença dessas substâncias induza um processo de tolerância através da indução de células dendríticas tolerogênicas e/ou células T reguladoras e isso resulte em proteção dos animais no modelo da EAE.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CHIUSO-MINICUCCI, FERNANDA; WATANABE ISHIKAWA, LARISSA LUMI; NISHIYAMA MIMURA, LUIZA AYUMI; DE CAMPOS FRAGA-SILVA, THAIS FERNANDA; DONEGA FRANCA, THAIS GRAZIELA; FERNANDA GONCALVES ZORZELLA-PEZAVENTO, SOFIA; MARQUES, CAMILA; VALERIO IKOMA, MAURA ROSANE; SARTORI, ALEXANDRINA. Treatment with Vitamin D/MOG Association Suppresses Experimental Autoimmune Encephalomyelitis. PLoS One, v. 10, n. 5 MAY 12 2015. Citações Web of Science: 16.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.