Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação dos efeitos da inibição da via Rho/Rho-quinase na adesão de eosinófilos de pacientes com anemia falciforme e no modelo de asma experimental em camundongos falciformes

Processo: 11/02380-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2011
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Carla Fernanda Franco Penteado
Beneficiário:Flávia Rubia Pallis
Instituição-sede: Centro de Hematologia e Hemoterapia (HEMOCENTRO). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/57441-0 - Alterações clínicas, celulares e moleculares nas hemoglobinopatias e em outras anemias hemolíticas hereditárias, AP.TEM
Assunto(s):Anemia falciforme   Adesão   Hematologia   Asma   Inflamação   Eosinófilos

Resumo

A anemia falciforme (AF) é causada pela substituição de uma única base no códon 6 do gene da globina beta (GAG ’ GTC), levando a produção de hemoglobina S.O evento fundamental na patogenia da anemia falciforme (AF) é a polimerização da HbS. Atualmente é amplamente aceito que os leucócitos também desempenham um papel importante na fisiopatologia da doença, aderindo ao endotélio vascular e participando do estresse oxidativo e inflamação. Os neutrófilos parecem ser os leucócitos que mais participam do processo de vaso-oclusão, embora seja possível também a participação dos eosinófilos neste fenômeno. Os eosinófilos participam intensamente de processos inflamatórios principalmente das vias aéreas. Dados do nosso laboratório mostraram que os eosinófilos de pacientes com AF apresentam as propriedades adesivas, capacidade quimiotática e desgranulação aumentadas. No entanto, a participação dos eosinófilos na fisiopatologia da AF ainda não está bem estabelecida. Além dos leucócitos, o endotélio também desempenha papel fundamental na propagação e perpetuação do processo inflamatório crônico que caracteriza a AF. Portanto esse projeto visa avaliar a adesão de eosinófilos ao endotélio vascular de pacientes com AF sob condições inflamatórias utilizando métodos de adesão em fluxo. Além disso, avaliaremos o papel das Rho GTPases, proteínas de sinalização intracelular que regulam diversas vias envolvidas na organização do citoesqueleto celular, adesão e proliferação, na adesão dos eosinófilos ao endotélio vascular Sendo assim, com este estudo pretendemos ter uma melhor compreensão do papel dos eosinófilos e das Rho GTPases no processo de vaso-oclusão na AF, e esses dados poderão contribuir para o esclarecimento das diferentes manifestações clínicas, principalmente as complicações pulmonares da doença.