Busca avançada
Ano de início
Entree

Eficácia terapêutica de nanocápsulas de indometacina e éster etílico de indometacina na microcirculação cerebral de camundongos: estudos in vivo e ex vivo

Processo: 11/02438-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2011
Vigência (Término): 31 de agosto de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Geral
Pesquisador responsável:Sandra Helena Poliselli Farsky
Beneficiário:Stephen Fernandes de Paula Rodrigues
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Toxicologia   Barreira hematoencefálica   Imuno-histoquímica   Neoplasias   Nanotecnologia   Microscopia intravital

Resumo

Nos últimos anos, a nanotecnologia tem se destacado como uma ferramenta importante para o desenvolvimento de novos produtos nas mais variadas áreas, incluindo a farmacêutica. Dentre os diversos produtos nanotecnológicos disponíveis, os sistemas nanoparticulados ganham destaque por proporcionar vetorização de forma sustentada e atuar como carreadores de fármacos, aumentando a eficácia terapêutica. Estas características são fundamentais para o tratamento de inúmeras doenças, dentre as quais, as neoplasias. Apesar das inúmeras vantagens dos nanofármacos antineoplásicos, os parâmetros farmacológicos e toxicológicos desta estratégia terapêutica precisam ser melhor entendidos. Neste contexto, o presente estudo visa avaliar a atividade anti-carcinogênica e os possíveis efeitos tóxicos de nanocápsulas de indometacina e éster etílico de indometacina (associados ou não) e de sua formulação usual. Para tanto, os ensaios in vivo serão realizados em camundongas C57BL6. O tumor cerebral será induzido in vivo pela inoculação intracraniana da linhagem de células GL261 de glioma maligno de camundongo, 10 dias antes do início dos tratamentos. Os tratamentos serão realizados em dois protocolos distintos: 1) para avaliação da cinética de distribuição no tecido cerebral, os fármacos, marcados com fluoróforos serão administrados, nas doses de 1 ou 5 mg/kg, 30 minutos, 2 horas ou 4 horas, por via oral e intravenosa, ou 2) serão administrados uma vez dia, por via oral ou intraperitoneal, durante 10 dias, para avaliação do desenvolvimento tumoral ou para avaliação de parâmetros microcirculatórios. Os ensaios de microscopia intravital serão realizados para avaliar a distribuição das nanocápsulas na microcirculação do tecido cerebral, bem como a interação leucócito-endotélio, leucócito-plaqueta e plaqueta-endotélio, formação de trombos e de áreas hemorrágicas em vasos da microcirculação cerebral. Adicionalmente, o efeito dos fármacos sobre a integridade da barreira hemato-encefálica será determinado em ensaio ex vivo (solução de Evans "blue") e a eficácia terapêutica dos compostos será avaliada pela mensuração da cinética de formação da massa tumoral no cérebro por meio de ensaios histológicos e imunohistoquímica. A realização destes ensaios poderá determinar um conjunto de estratégias in vivo e ex vivo para avaliação da atividade terapêutica e tóxica de nanocápsulas voltadas à vetorização de fármacos anti-neoplásicos, além de contribuir para os conhecimentos de ações tóxicas de nanocápsulas de indometacina e de seu éster etílico na rede microcirculatória. É importante ressaltar que a metodologia de microscopia intravital ainda não tem sido empregada no Brasil para este propósito e que a realização deste projeto difundirá os conhecimentos obtidos pelo Dr. Stephen Rodrigues durante seu Pós-doutorado no exterior (Laboratório de Microcirculacão, LSU Health Sciences Center, Shreveport, LA, EUA), em área relevante para terapêutica e toxicologia de medicamentos. O Laboratório da Dra Sandra Farsky possui expertize em microscopia intravital em estudos e inflamação e coagulação, mas não possui experiência nos estudos de cinética de nanaopartículas em tecido cerebral. O laboratório possui equipamento para tais ensaios, adquiridos em projetos anteriormente financiados pela FAPESP. Desta forma, a inclusão do Dr. Stephen Rodrigues ampliará as abordagens de estudos no Laboratório de Toxicologia Experimental, coordenado pela Dra Sandra Farsky.

Publicações científicas (4)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CLARET PEREIRA, NATALIA RUBIO; LOIOLA, RODRIGO AZEVEDO; RODRIGUES, STEPHEN FERNANDES; DE OLIVEIRA, CATIUSCIA P.; BUTTENBENDER, SABRINA L.; GUTERRES, SILVIA S.; POHLMANN, ADRIANA R.; FARSKY, SANDRA H. Mechanisms of the effectiveness of poly(epsilon-caprolactone) lipid-core nanocapsules loaded with methotrexate on glioblastoma multiforme treatment. INTERNATIONAL JOURNAL OF NANOMEDICINE, v. 13, p. 4563-4573, 2018. Citações Web of Science: 1.
RODRIGUES, STEPHEN F.; FIEL, LUANA A.; SHIMADA, ANA L.; PEREIRA, NATALIA R.; GUTERRES, SILVIA S.; POHLMANN, ADRIANA R.; FARSKY, SANDRA H. Lipid-Core Nanocapsules Act as a Drug Shuttle Through the Blood Brain Barrier and Reduce Glioblastoma After Intravenous or Oral Administration. JOURNAL OF BIOMEDICAL NANOTECHNOLOGY, v. 12, n. 5, p. 986-1000, MAY 2016. Citações Web of Science: 25.
RODRIGUES, STEPHEN F.; GRANGER, D. NEIL. Blood cells and endothelial barrier function. TISSUE BARRIERS, v. 3, n. 1-2, SI 2015. Citações Web of Science: 62.
RODRIGUES, S. F.; GRANGER, D. N. Leukocyte-mediated Tissue Injury in Ischemic Stroke. Current Medicinal Chemistry, v. 21, n. 19, p. 2130-2137, JUN 2014. Citações Web of Science: 11.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.