Busca avançada
Ano de início
Entree

De agregados tóxicos à proteínas corretamente enoveladas - caracterização funcional de um ortólogo da Hsp104 em mamíferos e da especificidade de substrato da hsp40s Tipo I e Tipo II

Processo: 11/07320-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2011
Vigência (Término): 31 de agosto de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Enzimologia
Pesquisador responsável:Carlos Henrique Inacio Ramos
Beneficiário:David Zachary Mokry
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil

Resumo

A correta estrutura das proteínas é mantida por um sofisticado sistema de chaperonas. Quando este sistema é corrompido, proteínas podem não ser enoveladas, perder função, e formar agregados tóxicos que estão implicados em uma série de diferentes patologias. Estes agregados podem ser eliminados por chaperonas especializadas que possuem uma atividade desagregadora trabalhando junto com o sistema Hsp70, sendo este regulado por diferentes co-chaperonas Hsp40. Atualmente, nenhuma proteína com atividade desagregadora foi descrito em humanos, apesar de já o serem em bactérias, fungos, plantas e mitocôndria. Além disso, o mecanismo pelo qual diferentes Hsp40s regulam precisamente a atividade da Hsp70 ainda não foi elucidado, apesar da orientação do domínio de interação (J) entre elas já ser conhecido. Nesse projeto, propomos demonstrar pela primeira vez a atividade desagregante para uma proteína humana, SKD3, e determinar quais efeitos o silenciamento da expressão dessa proteína pode apresentar em células durante condições de alto estresse. Além disso, iremos obter informações sobre a dinâmica e sobre a estrutura em alta resolução de tipos selvagens e mutantes para Hsp40 co-chaperonas do tipo I e tipo II de levedura por meio de RMN TROSY, produzindo o primeiro estudo em alta resolução em como o domínio central comanda a estrutura quaternária do domínio J. Também iremos identificar novos substratos da Hsp40s humana Tipo I e Tipo II para compreender as especificidades dos substratos para cada uma. A informação obtida nesse estudo irá significativamente ampliar nosso conhecimento em como sistemas de chaperonas cooperam para converter agregados tóxicos de proteínas em proteínas funcionais, com ênfase específica em sistemas de chaperonas de humanas e de outros mamíferos.