Busca avançada
Ano de início
Entree

Níveis de salinidade do solo e relações nitrogênio/potássio para o cultivo de roseiras em ambiente protegido

Processo: 11/07909-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2011
Vigência (Término): 30 de novembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Engenharia Agrícola - Engenharia de Água e Solo
Pesquisador responsável:Sergio Nascimento Duarte
Beneficiário:Everaldo Moreira da Silva
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Irrigação agrícola   Irrigação por gotejamento   Fertirrigação   Manejo da irrigação   Salinidade do solo   Rosa

Resumo

A produção de rosas em ambiente protegido sob fertirrigação é uma técnica bastante utilizada pelos produtores de flores e vem se expandindo consideravelmente; antes restrito a região Sudeste, hoje se encontra disseminada em todas as regiões do País. A relação nitrogênio-potássio na fertirrigação de roseiras é um fator relevante nos parâmetros de produtividade e a qualidade das flores. O objetivo deste trabalho será avaliar o efeito dessa relação e da salinidade do solo sobre a produtividade e a qualidade das hastes florais na cultura da roseira, cultivar samourai, sob cultivo em ambiente protegido. O experimento será conduzido na área experimental do Departamento de Engenharia Biossistemas da Escola Superior de agricultura 'Luiz de Queiroz', em Piracicaba, SP. Será adotado o delineamento em blocos casualizados completos arranjados em esquema fatorial de (5 x 3 + 1), com quatro repetições totalizando 64 parcelas, sendo a unidade experimental representada por uma parcela com dimensões de 0,5 x 0,5 x 2,0 m. Os tratamentos serão formados pela combinação de cinco níveis inicias de condutividade elétrica (CEes: 1,5; 2,5; 3,5; 4,5 e 5,5 dS m-1) a serem mantidos constantes ao longo do ciclo da roseira, três relações nitrogênio-potássio (N:K) e uma testemunha (1:0,5; 1:2 e 1:3) e (1:1), respectivamente. O sistema de irrigação utilizado será o de gotejamento, adotando um manejo de irrigação com um fator de depleção de água no solo de 0,6, monitorado com o auxilio de sonda TRD, acompanhada de tensiômetros providos de transdutores de pressão, sendo o uso destes apenas para checagem. Serão avaliados a produtividade e os parâmetros qualitativos das hastes e dos botões de rosas; a condutividade elétrica, e as concentrações de nitrato (NO3-) e potássio (K+) na solução do solo também serão monitoradas com o auxílio de sonda TDR, verificando a viabilidade do uso desse equipamento no manejo da fertirrigação. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SILVA, Everaldo Moreira da. Cultivo de roseiras em ambiente protegido sob níveis de salinidade do solo e relações nitrogênio:potássio. 2013. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Piracicaba.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.