Busca avançada
Ano de início
Entree

Modulação da resposta imune por células tumorais

Processo: 11/11392-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de julho de 2011
Vigência (Término): 31 de outubro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Ana Paula Lepique
Beneficiário:João Paulo Freitas Alves
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:10/20010-2 - Modulação da resposta imune por células tumorais, AP.R
Assunto(s):Infecções por Papillomavirus   Inflamação   Neoplasias

Resumo

O microambiente tumoral é complexo, formado por células transformadas e por células endoteliais, infiltrado inflamatório, fibroblastos, matriz extracelular e moléculas solúveis como citocinas. Este conjunto é fundamental para a determinação da progressão tumoral. Tumores associados à infecção por Papilomavírus Humano são um problema de saúde pública em países em desenvolvimento. Apesar da vacina profilática comercialmente disponível, os estudo dos mecanismos de disparo de tolerância pelo tumor são muito importantes para novas imunoterapias. Utilizando um modelo de tumor associado ao Papilomavírus Humano 16, HPV16, em camundongos, nós estamos investigando as respostas imunes celulares aos antígenos virais presentes no tumor. Nós demonstramos o papel de macrófagos associados aos tumores na supressão da resposta de células T anti-HPV, dependente da expressão de IL-10 tumores (Lepique et al, 2009; Bolpetti et al, 2010). Novos resultados indicam que os tumores condicionam orgãos linfóides secundários do organismo, por exemplo, induzindo proliferação de células mielóides no baço. Além disso, citocinas expressas pelas diferentes populações tumorais podem ter efeito sistêmico no hospedeiro influenciando a resposta imune anti-tumoral (Bolpetti et al, em preparação). Por outro lado, nós observamos que transplante de linfócitos juntamente com anti-CD40 em camundongos imunodeficientes RAG-/- injetados com células tumorais promove controle do crescimento tumoral. Este projeto pretende estudar vias de sinalização ativadas em células do sistema imune de animais com tumores associados a HPV. Além disso, visa investigar o papel da via iniciada por CD40 no crescimento tumoral.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.