Busca avançada
Ano de início
Entree

Clonagem, expressão, purificação, cristalização e caracterização cinética da enzima fumarato hidratase de Schistosoma mansoni

Processo: 11/01495-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2011
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biofísica - Biofísica Molecular
Pesquisador responsável:Maria Cristina Nonato
Beneficiário:Aline Luiz de Souza
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Fumarato hidratase

Resumo

Segundo dados recentes da Organização Mundial de Saúde, as doenças parasitárias afetam atualmente uma em cada seis pessoas no mundo, somando um total de mais de 1 bilhão de pessoas. Ainda mais agravante, grande parte destas doenças são consideradas negligenciadas devido à falta de tratamentos adequados e o baixo ou nulo investimento por programas de pesquisa, tanto do setor público quanto privado, na busca de fármacos seguros e eficazes. Dentro deste contexto, o nosso laboratório tem focado a caracterização cinética, estrutural e funcional de potenciais alvos macromoleculares para o planejamento de moléculas com potencial ação no tratamento das doenças negligenciadas. A esquistossomose é uma doença parasitária negligenciada pela saúde pública, causada pelo parasita helminto trematódeo do gênero Schistosoma que afeta mais de 207 milhões de indivíduos em todo o mundo, em 76 países, e que causa um risco a aproximadamente 700 milhões de pessoas. O presente projeto visa a clonagem, expressão, purificação, cristalização e caracterização cinética do gene Smp_158240 que codifica a enzima fumarato hidratase (fumarase) do parasito Schistosoma mansoni. As fumarases são enzimas que catalisam a hidratação reversível da molécula de fumarato em S-malato. Estudos recentes em parasitas apontam as enzimas fumarato hidratase como um potencial alvo para o planejamento de compostos com ação antiparasitária. Os estudos cinéticos, associados a futuros estudos estruturais serão utilizados para a completa caracterização funcional da enzima fumarato hidratase de Schistosoma mansoni. Os resultados obtidos no desenvolvimento deste projeto poderão fornecer valiosas informações para o desenvolvimento de inibidores específicos, como uma importante ferramenta no combate a esquistossomose. (AU)