Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo das interações in vitro entre a proteína TRF de Leishmania amazonensis (LaTRF) e suas possíveis parceiras

Processo: 11/05041-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2011
Vigência (Término): 31 de maio de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Molecular e de Microorganismos
Pesquisador responsável:Maria Isabel Nogueira Cano
Beneficiário:João Augusto Ribeiro
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Telômero   Leishmaniose

Resumo

A leishmaniose é um espectro de doenças causadas por parasitas do gênero Leishmania, afligindo mais de 15 milhões de pessoas e apresentando outras 350 milhões em regiões de risco. A infecção ocorre durante a picada de mosquitos flebotomíneos infectados, no momento da hematofagia. Para manter a integridade de seu genoma, os parasitas dispõem de diversos mecanismos, dentre os quais estão a manutenção dos telômeros. As proteínas da família TRF ("TTAGGG telomere repeat-binding factor") fazem parte de complexos multiprotéicos responsáveis pela manutenção dos telômeros de alguns eucariotos, incluindo os tripanosomatídeos. Elas apresentam um domínio de interação com DNA telomérico na forma de dupla fita, um domínio de homodimerização e possíveis motivos de interação com outras proteínas teloméricas ou da maquinaria de reparo. O intuito deste projeto é confirmar a existência de possíveis proteínas parceiras da proteína LaTRF. Resultados preliminares de nosso grupo revelaram que as proteínas LaRPA-1 e LaRbp38 são possivelmente parceiras de LaTRF. Propõe-se neste projeto a obtenção da proteína LaTRF em sistema bacteriano e produção de soro policlonal monoespecífico em coelho. O soro imune será usado em ensaios de imunoprecipitação usando extratos nucleares de formas promastigotas de L. amazonensis seguido de Western Blot revelado contra soros específicos que reconhecem interatores previamente identificados em nosso laboratório. As interações físicas serão confirmadas por ensaios de captura do tipo pull-down, seguido de Western Blot e co-localização subcelular através de imunofluorescência indireta. Os resultados obtidos neste projeto irão adicionar mais conhecimento sobre a composição e dinâmica da cromatina telomérica em Leishmania spp. (AU)