Busca avançada
Ano de início
Entree

Mapeamento da fragilidade ambiental na APA Fernão Dias (MG), Alta Bacia dos Rios Piracicaba e Sapucaí Mirim, por meio de técnicas de análise espacial e geoprocessamento

Processo: 11/05125-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2011
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geografia Física
Pesquisador responsável:Marcos César Ferreira
Beneficiário:Danilo Francisco Trovo Garofalo
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IG). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Geoprocessamento

Resumo

Este projeto tem como objetivo mapear a fragilidade ambiental da APA Fernão Dias, analisando a inter-relação das componentes físicas e bióticas na dinâmica desta unidade de conservação. Nas últimas décadas, o Brasil foi palco de intensa eliminação das matas e conseqüente fragmentação florestal, causando um aumento significativo dos processos de erosão dos solos e alterações na dinâmica hidrológica e geomorfológica dos sistemas ambientais. Em função disto, torna-se cada vez mais urgente o planejamento físico territorial, não só com enfoque socioeconômico, mas também ambiental, levando em consideração não apenas as potencialidades, mas a fragilidade das áreas com intervenções antrópicas. Ao realizar um planejamento sem o conhecimento da fragilidade ambiental, os resultados podem ser incorretos, acarretando no uso de um sistema ambiental além das suas potencialidades. O mapeamento e análise da fragilidade ambiental permitem avaliar as potencialidades ambientais de forma integrada, compatibilizando características naturais com suas restrições ao uso, podendo evitar a ocorrência de impactos negativos sobre o relevo, além de propiciar um desenvolvimento mais duradouro e estável de qualquer área da superfície terrestre. A área de estudo pretendida neste projeto é a Área de Proteção Ambiental (APA) Fernão Dias, que abrange os municípios de Camanducaia, Extrema, Gonçalves, Itapeva, Sapucaí-Mirim e Toledo, e parte dos municípios de Brasópolis e Paraisópolis, na região sul do Estado de Minas Gerais, junto à divisa com o Estado de São Paulo. A metodologia da pesquisa propõe uma visão sistêmica proporcionada pela escolha da APA como unidade de análise. A análise ambiental estabelecida dará ênfase ao mapeamento da fragilidade ambiental, englobando múltiplos fatores - naturais e antrópicos - que contribuem para a conformação da realidade local, sempre na perspectiva de um processo dinâmico e permanentemente ativo. Para o mapeamento da fragilidade ambiental, será adotada a metodologia da fragilidade empírica proposta por Ross (1994). A região onde a APA Fernão Dias está situada é rica em biodiversidade e necessita ser preservada e estudada. Além disso, os recursos hídricos da região são responsáveis pelo abastecimento da região metropolitana da cidade de São Paulo, sendo este mais um motivo para a busca do desenvolvimento sustentável da região. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
GAROFALO, Danilo Francisco Trovo. Mapeamento de fragilidade ambiental por meio de análise espacial : um exemplo da alta bacia dos rios Piracicaba e Sapucaí-Mirim - APA Fernão Dias ¿MG. 2013. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Geociências.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.