Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da ocorrência, toxicidade/genotoxidade e processos para degradação de corantes em efluentes e águas superficiais

Processo: 11/09425-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de agosto de 2011
Vigência (Término): 31 de março de 2013
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Analítica
Pesquisador responsável:Maria Valnice Boldrin
Beneficiário:Samile Seber
Instituição-sede: Faculdade de Tecnologia (FT). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Limeira , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/10449-7 - Avaliação da ocorrência, toxicidade/genotoxicidade e processos para degradação de corantes em efluentes e águas superficiais, AP.TEM
Assunto(s):Eletroanalítica   Eletrodos quimicamente modificados   Fotoeletroquímica   Corantes

Resumo

O presente projeto tem por objetivo obter diagnósticos sobre os níveis de contaminação de efluentes indústrias e águas superficiais que recebem rejeitos de corantes azo, bem como avaliar a potencialidade tóxica e/ou mutagênica de alguns corantes e seus derivados, visando obter subsídios para entender seus processos de transporte, bioacumulação, persistência e biotransformação no ambiente ou no metabolismo humano. Dentro deste contexto, pretende-se: i) otimizar metodos analíticos para pré-concentração, detecção e quantificação de corantes e sub-produtos em efluentes e águas superficiais, lodos e sedimentos contaminados por resíduos da industria têxtil, de alimentos, curtumes e tintura de cabelo; ii) mimetizar bio-transformações e processos degradativos decorrentes do descarte do mesmo em águas superficiais ou ingestão pelo organismo vivo por técnicas eletroquímicas, eletrodos modificados por DNA e poliaminoácidos, e testes biológicos; iii) aplicar testes para avaliação da indução de dano ao material genético e alterações preliminares do sistema imunológicos por corantes do tipo azo e águas oriundas de curtumes, tinturaria, salões de beleza e alimentos; iv) otimizar processos de degradação de diversas classes de corantes portadores de grupo azo como cromóforo, baseados em processos oxidativos avançados, tais como foto-fenton e fotoeletrocatálise sob irradiação artificial e solar, visando desenvolver reatores mais eficientes e mais efetivos para tratamento de efluente em grande escala; v) contribuir com os órgãos ambientais na elaboração de legislação mais consistente para o descarte de corantes. O grupo de pesquisadores envolvidos neste projeto conglomera conhecimentos multidisciplinares em áreas de fronteira de ciências exatas e biológicas, importantes para o avanço da área.