Busca avançada
Ano de início
Entree

Ações judiciais de Plínio, o Jovem, no Tribunal dos Centúnviros e na Corte Senatorial (séculos I-II d.C.)

Processo: 11/01944-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2011
Vigência (Término): 30 de junho de 2013
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História Antiga e Medieval
Pesquisador responsável:Margarida Maria de Carvalho
Beneficiário:Dominique Monge Rodrigues de Souza
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Humanas e Sociais (FCHS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Franca. Franca , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):12/05660-6 - Ações judiciais de Plínio, o Jovem, no Tribunal dos Centúnviros e na Corte Senatorial (séculos I-II d.C.), BE.EP.MS
Assunto(s):História antiga   Direito romano   Relações interpessoais

Resumo

Durante a nossa pesquisa de Iniciação Científica, financiada pela Fapesp, empreendemos um estudo acerca das funções político-adminstrativas, com ênfase na função judiciária do Senado romano durante o período do Principado (30 a.C. - 238 d.C.) tendo como referência documental as epístolas de Plínio, o Jovem. Ao longo desse estudo, tornou-se perceptível a relevância da carreira jurídica desse senador para o desenvolvimento da sua carreira pública, ou cursus honorum. Nesse sentido, em continuidade à nossa pesquisa de IC, o objetivo principal de nosso trabalho investigativo é aprofundar a análise das atuações de Plínio, o Jovem, no âmbito do jurídico, com ênfase nas suas atuações no Tribunal dos Centúnviros e na Corte Senatorial, visando melhor compreender o desenvolvimento de sua carreira política. Portanto, temos como hipótese principal que houve uma complementaridade entre a carreira jurídica e o cursus honorum desse senador romano, visto que, mesmo após a sua entrada no Senado em 90 d.C., Plínio, o Jovem, permanece atuando tanto no Tribunal do Centúnviros como na Corte Senatorial, assim como passa a enviar conselhos jurídicos, principalmente acerca de testamentos e heranças. Para tanto, utilizaremos como referência documental 64 (sessenta e quatro) epístolas de Plínio, o Jovem, que fazem referência à carreira jurídica desse senador romano. Além da obra epistolar pliniana, utilizaremos como documentação o seu discurso Panegírico à Trajano, visto que, com base na análise desse discurso, será possível detectarmos melhor as influências filosóficas do autor, o que é de vital relevância para uma interpretação mais aguçada do corpus epistolar, além de interpretar certos vestígios acerca de alguns procedimentos legais, principalmente referente a heranças. Em virtude dos limites impostos por nossa documentação, esta pesquisa compreende os governos dos imperadores Tito (79-81 d.C.), Domiciano (81-96 d.C.), Nerva (96-98 d.C.) e Trajano (98 d.C-117 d.C.). (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
DOMINIQUE MONGE RODRIGUES DE SOUZA. Ações judiciais de Plínio, o jovem, no Tribunal dos Centúnviros e na Corte Senatorial (séculos I-II d.C.). 2013. 183 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Ciências Humanas e Sociais..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.