Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo do gene da proteína saglina em Anopheles darlingi e demais Anopheles spp. e sua possível relação com a infectividade por Plasmodium falciparum

Processo: 11/09400-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2011
Vigência (Término): 31 de agosto de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Protozoologia de Parasitos
Pesquisador responsável:Paulo Eduardo Martins Ribolla
Beneficiário:Giovana Caramaschi Degelo
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):12/16103-0 - Estudo do gene da proteína saglina em Anopheles darlingi e demais Anopheles spp e sua possível relação com a infectividade por Plasmodium falciparum, BE.EP.DR
Assunto(s):Malária   Plasmodium   Anopheles

Resumo

No Brasil, a malária é um problema grave de saúde pública. Foram 306.000 casos de malária registrados no ano de 2009. Dentre as espécies de Anopheles, mosquito transmissor da forma infectante do plasmódio (esporozoítos), a principal espécie encontrada no Brasil é o Anopheles darlingi que é encontrado em 80% do território brasileiro e, na região amazônica é relacionado a 99,8% do número de casos. Para que a transmissão da malária ocorra, é necessário que o esporozoíto reconheça e invada a glândula salivar de mosquitos do gênero Anopheles através de uma interação específica. A saglina é uma proteína da glândula salivar dos anofelinos que interage com o domínio-A da proteína TRAP, proteína da superfície do esporozoíto, sendo esta interação imprescindível para que a invasão da glândula salivar e a transmissão da malária ocorram. O objetivo deste trabalho é avaliar a variabilidade do gene que codifica a proteína saglina intra-específica em Anopheles darlingi e inter-específica em relação às demais espécies de anofelinos encontrados no Brasil e a possível relação da variabilidade desta proteína com a infectividade dos mosquitos por Plasmodium falciparum.