Busca avançada
Ano de início
Entree

Desemprego e organização dos trabalhadores desempregados no Brasil: as políticas da CUT-SP e do MST-SP durante os governos Lula

Processo: 11/04366-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2011
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Ciência Política - Comportamento Político
Pesquisador responsável:Andréia Galvão
Beneficiário:Carolina Barbosa Gomes Figueiredo Filho
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/57112-7 - Política e classes sociais no capitalismo neoliberal, AP.TEM
Assunto(s):Movimentos sociais   Desemprego   Neoliberalismo

Resumo

Esta pesquisa se propõe a analisar como tem se dado a organização dos trabalhadores desempregados no Brasil, em especial no Estado de São Paulo, nos anos de 2003 a 2010. Isso será feito a partir da análise de duas formas de organização, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e a Central Única dos Trabalhadores (CUT), enquanto distintas e importantes referências nas lutas sociais no Brasil. Em um primeiro momento, desenvolveremos um estudo sobre a dimensão e a manifestação do desemprego durante os governos Lula. Em seguida, buscaremos resgatar as principais características gerais da base de desempregados que o MST e a CUT se propõem a organizar no Estado de São Paulo, bem como as concepções político-ideológicas desses movimentos e suas formas de luta. As fontes dessa pesquisa serão obtidas por meio da bibliografia disponível sobre o tema, levantamento de materiais de imprensa e dos próprios movimentos e da realização de algumas entrevistas com lideranças, ativistas e a base social dessas organizações. Esse estudo abordará as especificidades do capitalismo, do desemprego e da questão agrária no Brasil, bem como o papel do Estado e os impactos do neoliberalismo sobre o mercado de trabalho, em especial, no caso paulista. Além disso, discutirá questões gerais sobre qual(is) a(s) condição(ões) de classe dos desempregados, sobre as dificuldades e potencialidades da organização destes, sobre a sua relação com os trabalhadores em atividade e o movimento sindical, de modo a relacionar as organizações analisadas a aspectos objetivos da formação econômica e social do país e a elementos conjunturais, ideológicos e políticos. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
FILHO, Carolina Barbosa Gomes Figueiredo. Desemprego e organização dos trabalhadores desempregados no Brasil : as políticas da CUT-SP e do MST-SP durante os governos Lula. 2013. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Filosofia e Ciências Humanas.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.