Busca avançada
Ano de início
Entree

Êxito ou revés? O dilema das cooperativas que prosperam.

Processo: 11/10324-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2011
Vigência (Término): 30 de setembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia - Outras Sociologias Específicas
Pesquisador responsável:Marcia de Paula Leite
Beneficiário:Raquel Duaibs Aguiar Lorente
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):13/19991-7 - A representação sindical de trabalhadores cooperados é possível? um estudo comparativo entre Brasil e Itália, BE.EP.DR
Assunto(s):Trabalhadores   Organização e administração   Cooperativas   Organização do trabalho   Sociologia do trabalho

Resumo

Há mais de dez anos a CGIL (Confederação Geral Italiana de Trabalho) vem auxiliando os trabalhadores atípicos e flexíveis da Itália na obtenção de direitos trabalhistas e proteção social. A NIdiL (Novas Identidades Laborais) é o sindicato ligado à CGIL que se dedica especificamente a esta crescente parcela de trabalhadores na Itália, que inclui também os trabalhadores associados a cooperativas de trabalho e de produção. No Brasil, o SMABC (Sindicato dos Metalúrgicos do ABC), que é filiado à CUT (Central Única dos Trabalhadores) e coleciona um vasto histórico de reivindicações sociais para seus assalariados, possui uma proposta semelhante de representar os trabalhadores cooperados, oferecendo-lhes os mesmos direitos de voz e voto que tem um trabalhador assalariado e sindicalizado. Nossa pesquisa propõe um estudo comparativo entre o SMABC brasileiro e a NIdiL italiana, objetivando, entre outros pontos, verificar a possibilidade e a viabilidade de um sindicato - órgão tradicionalmente direcionado aos trabalhadores assalariados - representar trabalhadores autogestionários.