Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise das alterações nas estruturas de substância branca e cinzenta através da ressonância magnética no Lúpus Eritematoso Sistêmico juvenil

Processo: 10/13639-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2011
Vigência (Término): 31 de julho de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Simone Appenzeller
Beneficiário:Aline Tamires Lapa
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/02917-0 - Determinação de marcadores séricos e do líquor associados a alterações estruturais e funcionais do sistema nervoso central no lúpus eritematoso sistêmico, AP.JP
Assunto(s):Reumatologia   Lúpus eritematoso sistêmico   Ressonância magnética

Resumo

O Lúpus Eritematoso Sistêmico (LES) é uma doença multissitêmica caracterizada por períodos de atividade e remissão. Embora seja mais comum o LES estar presente na vida adulta, cerca de 15-20% dos pacientes com LES ocorre antes de 16 anos. Há uma significativa maioria do sexo feminino (4: 1) também em pacientes pediátricos. Crianças e adolescentes geralmente têm uma forma mais grave da apresentação da doença, tendo também o desenvolvimento da doença e dos danos mais rapidamente do que os adultos com LES e têm uma maior carga da doença ao longo de suas vidas. O comprometimento do sistema nervoso central é freqüente em pacientes com LES juvenil e com alta morbi-mortalidade, mas muitas vezes se observa uma dissociação entre a clínica e os achados em neuroimagem e a avaliação clínica por testes neuropsicológicos podem ser eficiente como exame complementar ao diagnóstico. Nos exames de ressonância magnética (RM) em pacientes com LES juvenil podemos observar atrofia, lesões de substância branca e outras alterações estruturais. Porém ate o presente momento existem poucos estudos avaliando a prevalência de alterações estruturais no LES juvenil e fatores associados a sua ocorrência. O presente estudo tem como objetivo determinar a prevalência de manifestações neuropsiquiátricas no LES juvenil além de determinar a prevalência de alterações estruturais a RM e fatores associados a sua ocorrência. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
LAPA, Aline Tamires. Análise das alterações nas estruturas de substância branca e cinzenta através da ressonância magnética no lúpus eritematoso sistêmico juvenil. 2013. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Faculdade de Ciências Médicas.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.