Busca avançada
Ano de início
Entree

Degradação de surfactante não iônico linear álcool etoxilado em reator anaeróbio de leito fluidificado

Processo: 10/18885-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2011
Vigência (Término): 30 de novembro de 2013
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Sanitária - Tratamentos de Águas de Abastecimento e Residuárias
Pesquisador responsável:Maria Bernadete Amâncio Varesche
Beneficiário:Fabricio Motteran
Instituição-sede: Escola de Engenharia de São Carlos (EESC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Processos microbiológicos   Areia   Microscopia   Biofilmes

Resumo

A degradação do LAE (linear álcool etoxilado) por sistemas de tratamento aeróbio vem sendo bastante estudada. No entanto, essa remoção de LAE deve-se, provavelmente, aos fenômenos de degradação e adsorção no lodo biológico. São ainda poucos os estudos sobre a degradação do LAE em condições anaeróbias. No Brasil, recente pesquisa vem sendo realizada no LPB-EESC-USP com reator anaeróbio horizontal de leito fixo e de leito fluidificado alimentados com esgoto sintético e LAS (linear alquilbenzeno sulfonado). Assim, a motivação desse trabalho reside na possibilidade de avaliar a remoção e degradação do LAE, por meio da aplicação de tecnologia atual e eficiente.Nesse trabalho, será estudada a degradação anaeróbia do LAE em reator anaeróbio de leito fluidificado, em escala de bancada (1,2 L), preenchido com areia como material suporte e operado de forma contínua. O reator será inoculado com lodo proveniente de reator UASB utilizado no tratamento de efluentes líquidos de dejetos de suinocultura e será alimentado com substrato sintético acrescido de LAE. Exames microscópicos serão realizados para avaliar o crescimento microbiano no meio suporte. Análises físico-químicas e cromatográficas de rotina serão realizadas no monitoramento do reator. Mudanças na concentração de LAE presente no esgoto sintético definirão as etapas de operação do reator. Nas fases de estabilização, no final de cada etapa de operação do reator serão retiradas amostras do biofilme para identificação celular utilizando o sequenciamento do RNAr 16S. Por meio desse delineamento experimental pretende-se, ao final do trabalho, indicar a tecnologia anaeróbia alternativa para a remoção de LAE e, principalmente, identificar as populações presentes no biofilme.

Publicações científicas (4)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MOTTERAN, FABRICIO; OKADA, DAGOBERTO YUKIO; DELFORNO, TIAGO PALLADINO; VARESCHE, MARIA BERNADETE AMANCIO. Influence of cosubstrates for linear anionic sulfonated alkylbenzene degradation and methane production in anaerobic batch reactors. PROCESS SAFETY AND ENVIRONMENTAL PROTECTION, v. 139, p. 60-68, JUL 2020. Citações Web of Science: 0.
MOTTERAN, FABRICIO; BRAGA, JULIANA KAWANISHI; SILVA, EDSON LUIZ; AMANCIO VARESCHE, MARIA BERNADETE. Influence of Sucrose on the Diversity of Bacteria Involved in Nonionic Surfactant Degradation in Fluidized Bed Reactor. WATER AIR AND SOIL POLLUTION, v. 228, n. 1 JAN 2017. Citações Web of Science: 2.
MOTTERAN, FABRICIO; BRAGA, JULIANA KAWANISHI; SAKAMOTO, ISABEL KIMIKO; AMANCIO VARESCHE, MARIA BERNADETE. Methanogenic potential of an anaerobic sludge in the presence of anionic and nonionic surfactants. INTERNATIONAL BIODETERIORATION & BIODEGRADATION, v. 96, p. 198-204, DEC 2014. Citações Web of Science: 9.
MOTTERAN, FABRICIO; BRAGA, JULIANA KAWANISHI; SAKAMOTO, ISABEL KIMIKO; SILVA, EDSON LUIZ; AMANCIO VARESCHE, MARIA BERNADETE. Degradation of high concentrations of nonionic surfactant (linear alcohol ethoxylate) in an anaerobic fluidized bed reactor. Science of The Total Environment, v. 481, p. 121-128, MAY 15 2014. Citações Web of Science: 18.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.