Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigação da circuitaria cortical envolvida no processamento do medo contextual à ameaça predatória

Processo: 11/01860-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2011
Vigência (Término): 30 de junho de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia
Pesquisador responsável:Newton Sabino Canteras
Beneficiário:Miguel Antonio Xavier de Lima
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Neuroanatomia

Resumo

O sistema defensivo hipotalâmico medial é composto pelo núcleo hipotalâmico anterior, parte dorso-medial do núcleo ventro-medial e o núcleo pré-mamilar dorsal (PMd), e está envolvido no processamento de ameaças predatórias reais e contextuais. Estudos de nosso laboratório constataram que lesões em núcleos talâmicos que são alvo de projeção do PMd (sítio hipotalâmico mais responsivo à ameaças predatórias), como a parte ventral do núcleo antero-medial do tálamo (AMv), reduzem respostas defensivas relacionadas ao medo contextual, mas não ao medo incondicionado (exposição ao gato). Dados anatômicos têm mostrado que o AMv envia densas projeções para regiões específicas do córtex retroesplenial (CRE), que muito provavelmente participam na formação de resposta contextual frente a um estímulo predatório. O presente projeto de pesquisa visa inicialmente examinar detalhadamente as projeções corticais do AMv, principalmente o seu campo de projeção para o CRE, através da injeção do traçador anterógrado Phaseolus vulgaris (PHA-L). Uma vez determinadas as áreas de projeção do AMv para o CRE, procederemos com a lesão eletrolítica destas áreas e verificaremos se há déficits comportamentais nas respostas de defesa frente a ameaça predatória real e/ou ao ambiente previamente associado predador (contexto predatório). Finalmente, no caso de comprovarmos a participação do CRE na formação da resposta de medo contextual à ameaça predatória, faremos uma nova injeção de PHA-L em áreas do CRE envolvidas neste processamento e examinaremos particularmente os seus campos de projeção cortical, a fim de ampliarmos o entendimento da circuitaria cortical responsável pelo processamento do medo contextual à ameaça predatória. (AU)