Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel neuroprotetor do canabidiol em ratos neonatos após transecção do nervo isquiático

Processo: 11/03014-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2011
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Citologia e Biologia Celular
Pesquisador responsável:Alexandre Leite Rodrigues de Oliveira
Beneficiário:Matheus Perez
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Neurobiologia   Canabidiol   Nervo isquiático   Plasticidade neuronal   Fármacos neuroprotetores   Axotomia

Resumo

O sistema nervoso é muito sensível à lesões e sua capacidade regenerativa é limitada, assim na maioria dos casos o reparo tecidual não ocorre ou ocorre de forma incompleta, causando danos irreversíveis. Embora o sistema nervoso do neonato apresente uma maior capacidade regenerativa do que o adulto, essa regeneração também é um processo complexo e limitado. Para melhor compreensão dos mecanismos e limitações da regeneração do SNC, tanto na fase neonatal como na fase adulta, diversos modelos de lesão têm sido propostos por diversos autores, inclusive transecção de nervo periférico. Através desses estudos experimentais diversas modalidades terapêuticas têm sido propostas, com intuito de evitar e impedir as alterações que levam a morte neuronal causada por lesões e processos patológicos que atigem o sistema nervoso, seja na fase neonatal ou adulta. Para isso, muitas substâncias, com propriedades neuroprotetoras, têm sido utilizadas no processo de regeneração, plasticidade sináptica e para evitar a morte neuronal após lesão no sistema nervoso. Dentre a grande variedade de substâncias com potencial neuroprotetor, estão alguns derivados da planta Cannabis sativa. Um deles, o canabidiol (CBD), é o principal componente não-psicotrópico produzido nas glândulas encontradas na superfície das folhas da planta. O presente trabalho tem como objetivo investigar o potencial neuroprotetor do canabidiol e, para isso, serão utilizados ratos neonatos da liguagem Wistar, que vão ser divididos nos seguintes grupos experimentais: grupo submetido à axotomia do nervo isquiático e tratamento com o canabidiol (grupo CBD), grupo submetido à axotomia e tratamento placebo (grupo PB) e um grupo controle, com axotomia sem tratamento (grupo sem tratamento). Para análise dos resultados utilizaremos técnicas de imunohistoquímica (para avaliar a expressão de GFAP, iba-1 e sinaptofisina), microscopia de luz (para avaliação da sobrevivência de motoneurônios medulares) e a técnica do TUNEL (para detecção de células apoptóticas). (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PEREZ, MATHEUS; BENITEZ, SUZANA U.; CARTAROZZI, LUCIANA P.; DEL BEL, ELAINE; GUIMARAES, FRANCISCO S.; OLIVEIRA, ALEXANDRE L. R. Neuroprotection and reduction of glial reaction by cannabidiol treatment after sciatic nerve transection in neonatal rats. European Journal of Neuroscience, v. 38, n. 10, p. 3424-3434, NOV 2013. Citações Web of Science: 19.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
PEREZ, Matheus. Papel neuroprotetor do canabidiol em ratos neonatos após transecção do nervo isquiático. 2013. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Biologia.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.