Busca avançada
Ano de início
Entree

Mecanismos epigenéticos entre pCREB e GLUR2 no modelo da sensibilização locomotora induzida pelo etanol em camundongos

Processo: 11/03184-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2011
Vigência (Término): 30 de abril de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia
Pesquisador responsável:Jair Guilherme dos Santos Junior
Beneficiário:Cássia de Canha Coelhoso
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Neurologia

Resumo

O uso abusivo de drogas provoca uma série de neuroadaptações responsáveis pela dependência. A compreensão dos mecanismos neurobiológicos envolvidos nesta neuroadaptação é crucial para o desenvolvimento de novas estratégias terapêuticas voltadas ao tratamento da dependência de drogas. Um importante fator de transcrição que é afetado pelo uso crônico de drogas é a proteína ligante ao elemento responsivo ao AMPc (CREB). O CREB é difusamente expresso pelo sistema nervoso central e tem uma participação fundamental nos processos que se iniciam na membrana celular e que culminam com alterações na expressão gênica. Sabe-se que a proteína ligante ao CREB (CBP) apresenta uma atividade intrínseca de histona acetiltransferase (HAT). Portanto, esta proteína é capaz de remodelar a cromatina através da acetilação de histonas em diversos promotores gênicos. Dentre os genes-alvo do fator de transcrição CREB estão as subunidades de receptores glutamatérgicos do tipo AMPA (GluRs). Os canais AMPA contendo GluR2 apresentam menor condutância global em comparação aos demais canais AMPA. Neste sentido, uma supra-regulação de GluR2 poderia explicar, pelo menos em parte, a diminuição das respostas glutamatérgicas comumente vistas em determinadas estruturas encefálicas após a exposição crônica às drogas. Existe uma grande variabilidade entre indivíduos em tornar-se ou não alcoolistas. Similar variabilidade tem sido verificada em camundongos quanto à sensibilização locomotora induzida pelo etanol, um modelo animal de alcoolismo. Explorando a variabilidade individual presente neste modelo, este estudo busca avaliar a importância dos mecanismos epigenéticos entre pCREB e GluR2 para o desenvolvimento da sensibilização locomotora induzida por etanol. Para tanto, após a realização dos testes comportamentais, os animais tratados com etanol serão classificados com sensibilizados e não sensibilizados. Animais tratados com salina formarão o grupo controle. Além disso, será avaliada por imuno-histoquímica a expressão de pCREB, GluR2 e a acetilação dos resíduos de lisina 9 e 14 da histona H3 (respectivamente, H3K9ac e H3K14ac) em estruturas encefálicas importantes na fisiopatogenia da dependência de drogas. Finalmente, será realizada dupla-marcação por imunofluorescência entre pCREB e H3K9ac/H3K14ac e também entre H3K9ac/H3K14ac e GluR2. Os resultados obtidos no presente trabalho poderão servir de base para uma melhor compreensão da neurobiologia do alcoolismo e seu conseqüente tratamento. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
COELHOSO, CASSIA C.; ENGELKE, DOUGLAS S.; FILEV, RENATO; SILVEIRA, DARTIU X.; MELLO, LUIZ E.; SANTOS-JUNIOR, JAIR G. Temporal and Behavioral Variability in Cannabinoid Receptor Expression in Outbred Mice Submitted to Ethanol-Induced Locomotor Sensitization Paradigm. ALCOHOLISM-CLINICAL AND EXPERIMENTAL RESEARCH, v. 37, n. 9, p. 1516-1526, SEP 2013. Citações Web of Science: 12.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.