Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da atividade antidepressiva da associação entre os fitocanabinóides delta-9-tetrahidrocanabinol e canabidiol em camundongos

Processo: 11/03374-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2011
Vigência (Término): 31 de agosto de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Neuropsicofarmacologia
Pesquisador responsável:Elisaldo Luiz de Araujo Carlini
Beneficiário:Lucas de Oliveira Maia
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Plantas medicinais   Antidepressivos   Cannabis sativa   Depressão

Resumo

A depressão é um transtorno mental que afeta milhões de pessoas no mundo e está entre as cinco principais causas de incapacitação. A hipótese deste estudo se baseia em evidências científicas obtidas em estudos pré-clínicos que demonstram a atividade antidepressiva de substâncias contidas na planta Cannabis sativa L. Assim, o objetivo do presente estudo será avaliar a atividade antidepressiva da associação entre os fitocanabinóides delta-9-tetrahidrocanabinol (delta-9-THC) e canabidiol (CBD) em camundongos, utilizando modelos animais para a avaliação de drogas com atividade antidepressiva. Serão utilizados camundongos Swiss machos adultos. Os animais serão distribuídos em diferentes grupos experimentais que receberão uma mistura de dois extratos de Cannabis sativa L. contendo proporções iguais de delta-9-THC e CBD (Sativex®) em doses variando de 1,25 a 10 mg/kg, imipramina (30 mg/kg) ou veículo, e serão submetidos aos seguintes testes comportamentais: (a) avaliação da atividade locomotora; (b) teste do nado forçado; (c) teste da suspensão pela cauda; e (d) inibição da hipotermia induzida por apomorfina. Os parâmetros avaliados serão: atividade locomotora (teste a); tempo de imobilidade (testes b e c); e temperatura retal (teste d). A administração será feita via intraperitoneal, de forma única ou repetida (uma vez/dia durante quatro dias; para os testes b e c). Os resultados deste projeto poderão ser um indicativo de que este produto possa vir a merecer investigações futuras para um eventual uso terapêutico no tratamento da depressão. (AU)