Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização fenotípica e molecular das espécies fúngicas causadoras de peritonites em pacientes submetidos à diálise peritoneal ambulatorial continua do Hospital das Clínicas da UNESP, Botucatu

Processo: 11/03836-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2011
Vigência (Término): 31 de julho de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Biologia e Fisiologia dos Microorganismos
Pesquisador responsável:Eduardo Bagagli
Beneficiário:Juliana Giacobino
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Micologia   Antifúngicos   Candida   Biofilmes   Peritonite

Resumo

As peritonites são sérias e frequentes complicações em pacientes submetidos à terapia de reposição renal por diálise peritoneal, principalmente na diálise peritoneal ambulatorial contínua (CAPD, "continuous ambulatory peritoneal dialysis"). As infecções por fungos, embora menos freqüentes que as bacterianas, estão associadas a uma maior taxa de morbidade e mortalidade, e normalmente tornam impossível o programa de diálise peritoneal devido à necessidade de remoção do cateter. Embora Candida albicans seja a espécie mais comum causadora de peritonites, nos últimos anos, Candida parapsilosis tem sido retratada como a espécie predominante quando associadas a pacientes que recebem CAPD. Outras leveduras menos frequentes são as pertencentes aos gêneros Criptococcus, Trichosporon, Geotrichum, dentre outras. Este presente projeto foi delineado com o objetivo de identificar as espécies de fungos em amostras de pacientes submetidos à CAPD do HC da FMB, utilizando-se técnicas convencionais (CHROMAGAR e Auxanograma) e moleculares pelo seqüenciamento gênico das regiões ITS1 e ITS2, e em casos conflitantes, da região D1 e D2 do rDNA 26S. Os isolados fúngicos serão também caracterizados quanto à sensibilidade aos principais antifúngicos (Fluconazol, Anfotericina B, Anidulafungina e Voriconazol) e produção de biofilme. As duas espécies de leveduras mais frequentemente encontradas (C.albicans e C. parapsilosis) serão ainda caracterizadas pela amplificação dos introns do grupo I, que permite a diferenciação dos genótipos A, B e C de C.albicans e genótipo D da espécie C. dubliniensis, e pela amplificação do gene SADH seguido de tratamento com a enzima de restrição Ban I, que permite diferenciar as três espécies do grupo "psilosis" (C. parapsilosis, C. orthopsilosis e C. metapsilosis). (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GIACOBINO, JULIANA; MONTELLI, AUGUSTO CEZAR; BARRETTI, PASQUAL; BRUDER-NASCIMENTO, ARIANE; CARAMORI, JACQUELINE TEIXEIRA; BARBOSA, LUCIANO; BAGAGLI, EDUARDO. Fungal peritonitis in patients undergoing peritoneal dialysis (PD) in Brazil: molecular identification, biofilm production and antifungal susceptibility of the agents. Medical Mycology, v. 54, n. 7, p. 725-732, OCT 2016. Citações Web of Science: 9.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
GIACOBINO, Juliana. Caracterização fenotípica e molecular das espécies fúngicas causadoras de peritonites em pacientes submetidos à diálise peritoneal ambulatorial continua do Hospital das Clínicas da UNESP, Botucatu. 2013. 58 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências (Campus de Botucatu) Botucatu.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.