Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da prontidão do prematuro para início da amamentação materna: correlação entre o escore obtido e o desempenho na translactação

Processo: 11/04236-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2011
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem - Enfermagem Pediátrica
Pesquisador responsável:Carmen Gracinda Silvan Scochi
Beneficiário:Andreara de Almeida e Silva
Instituição-sede: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Enfermagem neonatal   Aleitamento materno   Alimentação infantil   Métodos de alimentação   Comportamento alimentar   Recém-nascido prematuro

Resumo

Na assistência ao prematuro percebe-se grande dificuldade da equipe de saúde em precisar o momento ideal para transição da alimentação gástrica para via oral, necessitando de uma avaliação global e do comportamento de sucção do bebê. Um intrumento de avaliação da prontidão do prematuro para o início da alimentação no seio materno foi validado em seu conteúdo, aparência (FUJINAGA et al., 2008a), confiabilidade (FUJINAGA et al., 2007) e validação clínica (FUJINAGA et al., 2008b). O instrumento é dividido em categorias (idade corrigida, estado de organização comportamental, postura oral, reflexos orais e sucção não-nutritiva) e cada uma possui itens com pontuação de 0 a 2, com escore máximo de 36 pontos. Assim, para dar continuidade ao processo de validação, o presente estudo tem por objetivo verificar a validade discriminante do instrumento de avaliação da prontidão do prematuro para iniciar a transição da alimentação gástrica para via oral, correlacionando o escore obtido, após aplicação do instrumento, com a ingesta de leite mediada pela translactação. O estudo será do tipo correlacional. A amostra será composta de 54 díades mães e prematuros assistidos em uma unidade de cuidado intermediário neonatal, que atenderem aos critérios de inclusão. O instrumento de avaliação será aplicado antes do prematuro ter iniciado via oral e, a seguir, será verificado o desempenho do bebê ao colocá-lo para sugar o seio materno, mediada pela translactação, que possibilita quantificar objetivamente o volume de leite ingerido. Será utilizado o teste de confiabilidade, coeficiente Kappa, para verificar a concordância entre dois observadores (pesquisadora e autora do instrumento). Para verificar a validade discriminante, será usado o coeficiente de correlação linear de Pearson. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FUJINAGA, CRISTINA IDE; DE MORAES, SUZANA ALVES; ZAMBERLAN-AMORIM, NELMA ELLEN; CASTRAL, THALA CORREA; DE ALMEIDA E SILVA, ANDREARA; SILVAN SCOCHI, CARMEN GRACINDA. Clinical validation of the Preterm Oral Feeding Readiness Assessment Scale. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 21, n. SI, p. 140-145, JAN-FEB 2013. Citações Web of Science: 11.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SILVA, Andreara de Almeida e. Início da amamentação materna do prematuro: correlação entre escore de prontidão e desempenho na translactação. 2013. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Ribeirão Preto.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.