Busca avançada
Ano de início
Entree

Tele-educação: saúde auditiva em trabalhadores expostos a agentes insalubres

Processo: 11/04696-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2011
Vigência (Término): 31 de julho de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fonoaudiologia
Pesquisador responsável:Andréa Cintra Lopes
Beneficiário:Andreia Araujo dos Santos
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Audiologia

Resumo

O ruído ocupacional é considerado o problema que mais atinge o sistema auditivo do trabalhador brasileiro, perturba o trabalho, o descanso, o sono e a comunicação nos seres humanos; prejudica a audição e pode causar ou provocar reações psicológicas, fisiológicas e talvez até patológicas, afetando diretamente a qualidade de vida. A perda auditiva induzida por níveis de pressão sonora elevados (PAINPSE) é considerada uma entre as dez principais etiologias de perdas auditivas populacionais, sendo que, de todas as causas de lesão auditiva, é a que apresenta maior possibilidade de prevenção. Os efeitos auditivos encontrados em trabalhadores portadores da PAINPSE imitam a funcionalidade auditiva, provocando alteração de sensibilidade auditiva, alterações na seletividade de frequências, na resolução temporal e espacial, recrutamento e zumbido. Tais alterações influenciam diretamente a discriminação auditiva, dificultando a percepção, principalmente, dos sons da fala, podendo, também, alterar o padrão de fala de acordo com o grau da perda. O investimento em implantação de programas de conservação auditiva possibilita minimizar os problemas de saúde geral e auditiva, assim como a ocorrência da PAINPSE, promovendo melhor qualidade de vida ao trabalhador. Um trabalho intensivo de promoção da saúde auditiva ou prevenção de perdas auditivas deve ser enfatizado, principalmente para trabalhadores expostos a níveis elevados de ruído ocupacional, além da utilização, de forma adequada, de equipamento de proteção auditiva individual. Sendo assim este estudo teve por objetivo elaborar um material multimídia em tele-educação sobre prevenção de perdas auditivas de origem ocupacional para ser disponibilizado pelas equipes de profissionais do Centro de referência em saúde do trabalhador (CEREST), Rede Nacional de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador (RENAST) e agentes comunitários, em consonância com os objetivos do CEREST. A elaboração do CD-ROM contribuirá para os programas de educação em saúde auditiva fornecendo informações a respeito dos riscos causados por níveis de pressão sonora elevada (NPS). (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SANTOS, Andreia Araujo dos. Tele-educação: Saúde auditiva em trabalhadores expostos ao ruído. 2013. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB/SDB) Bauru.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.