Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigação de novos genes de susceptibilidade à hipertensão essencial em afro-brasileiros

Processo: 11/50595-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2011
Vigência (Término): 31 de julho de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Humana e Médica
Pesquisador responsável:Regina Célia Mingroni Netto
Beneficiário:Lilian Kimura
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/08028-1 - CEGH-CEL - Centro de Estudos do Genoma Humano e de Células-Tronco, AP.CEPID
Assunto(s):Mapeamento genético   Hipertensão

Resumo

A hipertensão essencial é uma doença multifatorial, cujo componente genético varia entre 15 a 60%. Embora estudos de ligação tenham relacionado inúmeras regiões do genoma humano com hipertensão essencial, o número de loci associados com a variabilidade da pressão sangüínea ainda é relativamente pequeno. Esse baixo sucesso (i.e. resultados controvertidos e de difícil reprodutibilidade) deve-se, em grande parte, aos inúmeros fatores de confusão ambientais não controlados que podem reduzir o poder estatístico dos estudos de associação. Desse modo, o presente projeto objetiva investigar as bases genéticas da hipertensão essencial em uma população semi-isolada brasileira (quilombos, N = 800), do Vale do Ribeira, São Paulo. Essa estratégia de amostragem reduz a razão sinal/ruído (por exemplo, os participantes compartilham um ambiente mais homogêneo), aumentando efetivamente o poder para a detecção de variantes de susceptibilidade à hipertensão essencial. De modo importante, o presente projeto está fundamentado em resultados preliminar promissores oriundos de uma colaboração internacional com o Institut für Humangenetik, Alemanha. Nessa investigação preliminar, foram utilizados aproximadamente 1 milhão de marcadores genéticos (genome-wide linkage scan) que indicaram ligação significativa entre regiões do cromossomo 14q e hipertensão essencial em uma grande genealogia dessa população. Interessantemente, análises em bancos de dados genômicos e de expressão gênica revelaram três fortes genes candidatos contidos nessa região: receptor de estrógeno 2, ESR2; esfingosina-1-fosfatasse-1, SGPP1; e C-1-tetrahidrofolato sintase, MTHFD1, todos com um convincente fundamento biológico. Portanto, o objetivo geral do presente trabalho é caracterizar em detalhes a região cromossômica candidata apontada pela varredura genômica em remanescentes de quilombos do Vale do Ribeira-SP, e confirmar a hipótese de que essa região contém novos genes de susceptibilidade à hipertensão essencial. (AU)