Busca avançada
Ano de início
Entree

Subjetividades de mulher: práticas médicas e maternidade

Processo: 11/09098-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2011
Vigência (Término): 31 de agosto de 2015
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Heloisa Buarque de Almeida
Beneficiário:Estrella Cinta Maestre Amigo
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Feminismo   Michel Foucault   Poder familiar   Biopolítica

Resumo

O projeto de pesquisa de pós-doutorado "Subjetividades de Mulher: práticas médicas e maternidade" analisa a influência das práticas biomédicas e a medicalização da maternidade na constituição dos modos de subjetivação das mulheres como mães. A maternidade é um tema que, além de ter uma relevância muito grande na vida de cada mulher e cada criança, tem implicações relevantes em termos econômicos, políticos e sociais. Com um enfoque interdisciplinar, o presente projeto investiga as formas de constituição das subjetividades femininas na sua relação com a maternidade através do estudo de práticas médicas que se desenvolveram dos anos 1970 até a atualidade. Da perspectiva dos avanços recentes nas teorias feministas e inspirados pelo pensamento de Michel Foucault, pesquisamos os procedimentos que, sob diferentes práticas médicas relacionadas à maternidade, constituem um modo normativo de subjetivação (assujetissement) através do qual no corpo feminino são produzidas e repetidas formas consideradas "saudáveis" ou "apropriadas" de maternidade . Consideramos que o estudo das práticas médicas como modos de apropriação das condutas maternais pode mostrar como a medicalização da maternidade afetou a maneira pela qual as mulheres sentem e entendem os processos do seu ciclo vital constitutivo da maternidade e os modos de ser mulher, tais como a gestação, o parto, os cuidados pós-natal, etc.