Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos da ontogenia e dieta sobre o crescimento e a fisiologia digestiva do lagarto teiú, Salvator merianae

Processo: 11/09647-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2011
Vigência (Término): 31 de julho de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia Comparada
Pesquisador responsável:Denis Otavio Vieira de Andrade
Beneficiário:Bruna de França Gomes
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Assunto(s):Alimentação   Répteis   Digestão   Ontogenia

Resumo

Salvator merianae, o lagarto Teiú, como é conhecido popularmente, possui a dentição caracterizada pela heterodontia, assim como as outras espécies do gênero, apresentando grande variabilidade no tamanho dos dentes e morfologia dentária na fase adulta. Ademais, a dentição de T. merianae também varia ontogeneticamente sendo que esta variação de tipos, formas e padrões dos dentes parece estar correlacionada à uma concomitante alteração ontogenética da dieta. Em especial, a alteração na dentição tem sido interpretada como importante para a predação de pequenos invertebrados (mormente artrópodes) na fase juvenil, os quais tornam-se progressivamente menos importantes na fase adulta, conforme outros itens alimentares são incluídos na dieta dos lagartos. Na dieta dos adultos, supõe-se, também há um aumento no consumo de alimentos de origem vegetal, em especial frutos e possivelmente de alimentos duros, como moluscos. No momento, desconhecemos se as alterações ontogenéticas da dieta e dentição de S. merianae são acompanhadas por alterações da morfologia e fisiologia do sistema digestivo.Desta forma, no presente estudo, pretendemos investigar: 1) se as alterações ontogenéticas da dieta e dentição de S. merianae são acompanhadas por mudanças na morfologia e fisiologia do sistema digestivo e 2) em qual grau estas alterações e o crescimento dos lagartos são influenciadas pela composição da dieta. Para tanto, grupos de teiús recém-nascidos serão mantidos por pelo menos um ano com dietas artificiais variando quanto à inclusão de frutas em uma dieta-base em proteína animal.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GAVIRA, RODRIGO S. B.; SARTORI, MARINA R.; GONTERO-FOURCADE, MANUEL N.; GOMES, BRUNA F.; ABE, AUGUSTO S.; ANDRADE, DENIS V. The consequences of seasonal fasting during the dormancy of tegu lizards (Salvator merianae) on their postprandial metabolic response. Journal of Experimental Biology, v. 221, n. 8 APR 2018. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.