Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da sinalização do receptor Dectina-2 frente a estímulo com Candida albicans em células humanas deficientes de AIRE

Processo: 11/10736-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2011
Vigência (Término): 31 de outubro de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Antonio Condino Neto
Beneficiário:José Antônio Tavares de Albuquerque
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):13/24005-1 - Estudo da sinalização do receptor Dectina-2 frente a estímulo com Candida albicans em células humanas deficientes de AIRE, BE.EP.PD
Assunto(s):Sistema imune   Candida albicans   Receptores de dectina-1

Resumo

Pacientes com mutações no fator de transcrição AIRE desenvolvem Poliendocrinopatia Autoimune associada à Candidíase e Distrofia Ectodérmica (APECED). Esta síndrome é caracterizada pela presença de anticorpos contra antígenos próprios, hipotireoidismo, doença de Addison e suscetibilidade a infecções crônicas por candida. Embora estudos na literatura mostrarem que as infecções recorrentes por Candida albicans estão ligadas a defeitos nas células fagocitárias, os mecanismos moleculares exatos que levam a essa falha nos monócitos/macrófagos ainda não foram totalmente elucidados. Recentemente, nosso grupo mostrou que AIRE possui uma função extra-nuclear ligada ao receptor Dectina-1, um receptor envolvido no reconhecimento de carboidratos na parede de fungos. Estes estudos mostraram que AIRE interage com várias moléculas da via de sinalização deste receptor incluindo, CARD9, Bcl10 e Matl1. Mais ainda, as células THP-1 silenciadas com shRNA para AIRE mostraram uma falha na ativação de NFºB, quando ativadas por moléculas específicas para Dectina-1. É sabido que Dectina-2 compartilha moléculas de sinalização com Dectina-1. Desta forma, o presente estudo vai avaliar a influência de AIRE sobre Dectina-2 frente a hifas de C. albicans, observando a interação de AIRE e proteínas envolvidas na sinalização em diversos eventos celulares necessários para eficiência da imunidade inata. Além disso, investigaremos a ativação de fosfolipase C, NFkappaB e c-Rel bem como a produção das citocinas TNF-alfa e IL-6, e os níveis de Ca+ intracelular. Desta forma, este estudo espera contribuir para o avanço do conhecimento sobre os mecanismos moleculares da susceptibilidade a candidíase na APECED. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
TAVARES DE ALBUQUERQUE, JOSE ANTONIO; BANERJEE, PINAKI PROSAD; CASTOLDI, ANGELA; MA, ROYCE; ZURRO, NURIA BENGALA; YNOUE, LEANDRO HIDEKI; ARSLANIAN, CHRISTINA; WALL BARBOSA-CARVALHO, MARINA UCHOA; DE MENEZES CORREIA-DEUR, JOYA EMILIE; WEILER, FERNANDA GUIMARAES; DIAS-DA-SILVA, MAGNUS REGIOS; LAZARETTI-CASTRO, MARISE; ALBERTO PEDROZA, LUIS; SARAIVA CAMARA, NIELS OLSEN; MACE, EMILY; ORANGE, JORDAN SCOTT; CONDINO-NETO, ANTONIO. The Role of AIRE in the Immunity Against Candida Albicans in a Model of human Macrophages. FRONTIERS IN IMMUNOLOGY, v. 9, MAR 21 2018. Citações Web of Science: 3.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.