Busca avançada
Ano de início
Entree

Regulação transcricional do gene DNMT1 pelo estresse oxidativo causado pelo bloqueio de ancoragem de melanócitos

Processo: 11/09676-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2011
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética
Pesquisador responsável:Miriam Galvonas Jasiulionis
Beneficiário:Camila Tainah da Silva
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:06/61293-1 - Contribuição da metilação de DNA na carcinogênese, AP.JP
Assunto(s):Melanoma   Estresse oxidativo   Epigênese genética

Resumo

Apesar de o melanoma representar apenas 4% dos tipos de câncer de pele, apresenta alta letalidade, principalmente nos casos avançados em que há falta de tratamentos eficientes. Assim como em outras neoplasias, a predisposição genética, a exposição a fatores ambientais e as alterações epigenéticas podem contribuir para seu desenvolvimento. Um dos principais mecanismos epigenéticos conhecidos em eucariotos é a metilação do DNA, que atua nas células normais promovendo silenciamento da expressão de determinados genes e mantendo a estabilidade do genoma. Modificações nos padrões de metilação do DNA encontrados nas células normais podem levar à formação de células neoplásicas e neste processo há a participação de um grupo de enzimas conhecidas como DNA metiltransferases (Dnmts). Diferentes linhagens de melanoma foram estabelecidas por nosso grupo após submeter a linhagem de melanócitos murinos melan-a a ciclos sequenciais de bloqueio de ancoragem. Nosso gupo já mostrou que há aumento nos níveis de metilação global e expressão da Dnmt1 durante o bloqueio de adesão imposto à melan-a. Adicionalmente, mostramos que esse aumento parece estar relacionado com o aumento de ânion superóxido que também ocorre durante o bloqueio de adesão. Além disso, o tratamento com inibidor de Ras ou com inibidor de erk durante o bloqueio de adesão promoveu diminuição dos níveis de ânion superóxido e também da expressão da Dnmt1. Estes dados sugerem que a via Ras/Mek/Erk parece regular e ser regulada pela produção de O2- e sua ativação pode ser responsável pelos altos níveis de Dnmt1 e pela hipermetilção de DNA global observadas durante a perda de adesão. Desta meaneira, este trabalho tem como objetivo desvendar as vias pelas quais o O2-modifica a transcrição gênica de dnmt1 durante a condição de bloqueio de ancoragem. Para tanto, avaliaremos quais fatores de transcrição interagem com dnmt1 in vivo e quais são importantes para a atividade transcricional do seu promotor. Avaliaremos também quais vias são inibidas quando há depleção de O2- ou quando há inibição de Ras. Nossos resultados poderão ser de grande importância na elucidação dos mecanismos moleculares envolvidos nos primeiros passos da progressão do melanoma, podendo prover dados de futura utilidade no desenvolvimento de drogas que atuem diretamente na via em estudo.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MOLOGNONI, FERNANDA; MACHADO DE MELO, FABIANA HENRIQUES; DA SILVA, CAMILA TAINAH; JASIULIONIS, MIRIAM GALVONAS. Ras and Rac1, Frequently Mutated in Melanomas, Are Activated by Superoxide Anion, Modulate Dnmt1 Level and Are Causally Related to Melanocyte Malignant Transformation. PLoS One, v. 8, n. 12 DEC 16 2013. Citações Web of Science: 16.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.