Busca avançada
Ano de início
Entree

O papel da adiponectina e dos seus receptores tipos 1 e 2 (AdipoR1/R2) no tecido mamário normal e nas alterações benignas da mama

Processo: 11/11250-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2011
Vigência (Término): 31 de julho de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Pesquisador responsável:Maria Salete Costa Gurgel
Beneficiário:Carla Cristina Carvalho Celestrino
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Imuno-histoquímica   Tocoginecologia   Receptores de adiponectina   Neoplasias mamárias   Obesidade

Resumo

Introdução: A obesidade tem se mostrado responsável pelo aumento de 30 a 50% na taxa de acometimento de mulheres por câncer de mama, em particular na pós-menopausa. Entre as hipóteses propostas para explicar tal associação, a mais recente situa os adipócitos e suas funções autócrina, parácrina e endócrina no centro do cenário, em consonância com o atual reconhecimento do tecido adiposo como um órgão endócrino. Muitos estudos referem a importância das adipocinas ou adipocitocinas secretadas pelo tecido adiposo. Objetivo: Avaliar o padrão de expressão da Adiponectina e dos receptores de Adiponectina tipos 1 e 2 (Adipo R1/R2) no tecido mamário normal e nas alterações benignas da mama e correlaciona-lo com parâmetros antropométricos (IMC), reprodutivos e histológicos. Sujeitos (Material) e Métodos: Serão incluídos os blocos de parafina de 250 mulheres com biópsias negativas para câncer de mama, tratadas na Divisão de Oncologia Ginecológica e Patologia Mamária do CAISM/UNICAMP de janeiro de 2004 a dezembro de 2007 e preparadas lâminas de Tissue Microarray (TMA). A expressão da Adiponectina e dos AdipoR1/R2 será realizada por imunohistoquímica e avaliada no tecido epitelial e gordura mamários. Análise dos Dado: Os dados serão avaliados descritivamente através do cálculo de frequências absolutas (n) e relativas (%) para variáveis categóricas e através de média, mediana e desvio-padrão para as variáveis contínuas. Será aplicado modelo de regressão logística, ajustado para os diagnósticos histopatológicos, para avaliar uma possível relação entre a expressão de Adiponectina e AdipoR1/R2 e parâmetros antropométricos, reprodutivos e histológicos. As determinações serão calculadas considerando um intervalo de confiança de 95% e valor de p < 0,05.