Busca avançada
Ano de início
Entree

Controle de diarreias associadas a linhagens de Escherichia coli enterotoxigênica (ETEC): formulações baseadas na fímbria CFA/I, adesina CfaE, toxina termolábil (LT) e validação de um novo modelo experimental

Processo: 11/11483-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de agosto de 2011
Vigência (Término): 31 de março de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Luis Carlos de Souza Ferreira
Beneficiário:Mônica Josiane Rodrigues de Jesus
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:10/52167-8 - Controle de diarréias associadas a linhagens de Escherichia coli enterotoxigênica (ETEC): formulações baseadas na fímbria CFA/I, adesina CfaE toxina termo-lábil (LT) e validação de um novo modelo experimental, AP.R
Assunto(s):Diarreia   Escherichia coli enterotoxigênica   Vacinas

Resumo

O principal objetivo do presente projeto é o desenvolvimento de vacinas de subunidades administradas por via de mucosas voltadas para o controle de infecções associadas a linhagens de ETEC, um dos principais agentes etiológicos da diarreia infantil e da diarreia dos viajantes. As formulações a serem testadas empregam a fimbria CFA/I purificada e a sua subunidade adesiva, a proteína CfaE. As vacinas a serem testadas serão acrescidas de um adjuvante de mucosa, um derivado atóxico da toxina termolábil (LT) também produzida por linhagens de ETEC. As formulações vacinas serão administradas em camundongos da linhagem DBA/2 pelas vias oral e nasal e a presença de anticorpos específicos será medida em amostras de soro e secreções (extratos fecais e leite). A eficácia protetora dos anticorpos gerados será determinada in vitro pela capacidade de neutralização das propriedades adesivas de linhagens de ETEC que expressem a fímbria CFA/I. O trabalho prevê ainda a utilização de um modelo animal, baseado em camundongos neonatos da linhagem DBA2, como correlato de proteção conferido pela vacina frente a linhagens de ETEC derivadas de hospedeiros humanos. Os resultados a serem obtidos devem contribuir para a definição de novas formulações vacinais acelulares contra diarreia associada a infecções com ETEC para uso clínico e/ou veterinário. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.