Busca avançada
Ano de início
Entree

Bioluminescência fúngica: papel ecológico, purificação e clonagem de enzimas

Processo: 11/10507-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de novembro de 2011
Vigência (Término): 30 de junho de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biofísica - Radiologia e Fotobiologia
Pesquisador responsável:Cassius Vinicius Stevani
Beneficiário:Hans Eugene Waldenmaier
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Bioluminescência   Fungos   Luciferases   Aminoácidos

Resumo

O estudo dos organismos bioluminescentes resultou em grandes avanços em Biotecnologia e Medicina. Há relativamente poucos sistemas bioluminescentes que têm sido estudadas em detalhe e domesticados. Bioluminescência de fungos apresenta um sistema inovador, onde uma proteína ligada à membrana, provavelmente catalisa a reação de emissão de luz. Nos outros sistemas bioluminescentes conhecidos as enzimas são solúveis. O sistema de fungos poderia permitir novos avanços na pesquisa, Biotecnologia e Medicina. Depois de décadas desde a primeira livre de células experimentos com extratos de fungos bioluminescentes, Oliveira e Stevani confirmou o envolvimento de uma luciferase no processo de emissão de luz. Este processo é semelhante ao que ocorre em bactérias, que envolve um NAD(P)H redutase dependente, e uma luciferase dependente de oxigênio que está associado com a fração de proteínas insolúveis. A natureza destas enzimas, a nível de aminoácidos é desconhecida. A finalidade da bioluminescência em fungos é claro, estudos têm demonstrado que alguns insetos são atraídos pelas luzes de fungos e poderiam estar envolvidos na dispersão de esporos. Muitas espécies só emitem luz do micélio complicando a noção de que o papel da bioluminescência é atrair dispersores de esporos. Dado o papel crescente da bioluminescência em pesquisa, Biotecnologia e Medicina e a vaga compreensão do papel funcional da bioluminescência em fungos, o foco deve ser dado a este tópico. Este projeto tem como objetivo caracterizar a bioluminescência de fungos no nível ecológico, estudando as interações de insetos/fungos, e isolar e caracterizar as enzimas envolvidas no sistema de bioluminescência no nível de aminoácidos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
KOTLOBAY, ALEXEY A.; SARKISYAN, KAREN S.; MOKRUSHINA, YULIANA A.; MARCET-HOUBEN, MARINA; SEREBROVSKAYA, EKATERINA O.; MARKINA, NADEZHDA M.; SOMERMEYER, LOUISA GONZALEZ; GOROKHOVATSKY, ANDREY Y.; VVEDENSKY, ANDREY; PURTOV, KONSTANTIN V.; et al. Genetically encodable bioluminescent system from fungi. PROCEEDINGS OF THE NATIONAL ACADEMY OF SCIENCES OF THE UNITED STATES OF AMERICA, v. 115, n. 50, p. 12728-12732, . (10/11578-5, 13/16885-1, 11/10507-0)
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
WALDENMAIER, Hans Eugene. Bioluminescência fúngica: papel ecológico, purificação e clonagem de enzimas. 2016. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Conjunto das Químicas (IQ e FCF) (CQ/DBDCQ) São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.