Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise de citotoxicidade in vitro das membranas de celulose bacteriana após a incorporação de nisina

Processo: 11/10531-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2011
Vigência (Término): 30 de setembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia
Pesquisador responsável:Angela Faustino Jozala
Beneficiário:Paulo Vitor dos Santos Souza
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Anti-infecciosos   Celulose bacteriana   Fibroblastos   Nisina   Microbiologia aplicada

Resumo

A nisina é um peptídeo antimicrobiano, de 3,4 kDa, produzido pelo microrganismo Lactococcus lactis (ATCC 11454). Esta bacteriocina apresenta capacidade de inibir a germinação de esporos e o desenvolvimento de bactérias Gram-positivas, assim como, de bactérias Gram-negativas na presença de agentes quelantes. Por ser considerado um peptídeo polivalente, inúmeras aplicações da nisina vêm sendo desenvolvidas, incluindo sua aplicação em contraceptivos e doenças relacionadas ao sistema digestório. A celulose bacteriana tem sido amplamente utilizada como curativo em úlceras epiteliais, feridas e queimaduras, em substituição da gaze hospitalar, por ser considerada um material ideal e de alta qualidade para estes fins. De acordo com a ISO 10993, o ensaio de citotoxicidade in vitro é o primeiro teste para avaliar a biocompatibilidade de qualquer material para uso em dispositivos biomédicos. Sendo os estudos de incorporação de nisina em membrana de celulose e sua análise in vitro escassos, torna-se importante a avaliação dessas membranas nos ensaios de citotoxicidade celular de fibroblastos. A nisina utilizada neste trabalho será a comercial e produzida, purificada ou não, posteriormente aplicada em celulose bacteriana. Tanto a produção de nisina quanto a de celulose bacteriana, através da utilização de resíduos alimentícios como meio de cultura, são estudos abordados em projetos paralelos (Processos Fapesp no 2009/18497-7 e no 2010/51769-4) executados no laboratório de biotecnologia farmacêutica, sob supervisão e coordenação do Professor Dr. Adalberto Pessoa Júnior.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.