Busca avançada
Ano de início
Entree

Prevalência de mucosites em pacientes submetidos ao transplante de células precursoras hematopoiéticas em um Hospital Terciário

Processo: 11/11655-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2011
Vigência (Término): 31 de agosto de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Luiz Carlos de Mattos
Beneficiário:Stephano Nunes Lucio
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FAMERP). Secretaria de Desenvolvimento Econômico (São Paulo - Estado). São José do Rio Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Estomatite   Prevalência

Resumo

Mucosite é caracterizada pela presença de lesões inflamatórias do trato gastrintestinal resultantes do uso de quimioterapia e/ou radioterapia. Estes procedimentos terapêuticos elevam os riscos de infecções locais e sistêmicas, comprometendo tratamentos adicionais e qualidade de vida de pacientes. Embora os aspectos clínicos e fisiopatológicos desta doença sejam conhecidos, são escassos entre as publicações brasileiras e internacionais estudos voltados à identificação da prevalência dessa afecção em pacientes submetidos a esse tipo de procedimento, como os candidatos a transplante de células precursoras hematopoiéticas (TCPH). O objetivo geral deste estudo é identificar a prevalência da ocorrência de mucosite em pacientes submetidos ao TCPH e, secundariamente, realizar levantamento de dados epidemiológicos e de perfil dos pacientes submetidos a esse procedimento. Seus objetivos específicos compreendem: 1. Selecionar os dados de prontuários de pacientes com (G1) e sem (G2) manifestação clínica de mucosite; 2. Levantar dados epidemiológicos e de perfil clínico dos pacientes submetidos a esse procedimento (TCPH). Este projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (parecer 106/2011). Serão selecionados pelo menos 200 prontuários de pacientes submetidos ao TCPH na Unidade de Transplante de Medula Óssea do Hospital de Base de São José do Rio Preto, independente da doença de base. Será preenchida uma ficha de dados epidemiológicos para cada prontuário consultado. Os dados serão separados em dois grupos. O grupo 1 (G1) compreenderá pacientes com manifestação de mucosite após o TCPH; o grupo 2 (G2) será constituído dos pacientes sem manifestação de mucosite após o TCPH. Serão também anotados dados do perfil clínico e epidemiológico dos pacientes (terapias prévias, doenças de base, sexo, idade na época do procedimento, ABO, RH, Kell, entre outros). Os resultados contribuirão para identificação da prevalência dessa ocorrência nesse tipo de pacientes, permitindo vislumbrar a magnitude de sua ocorrência, além de oferecer subsídios para a elaboração de pesquisas posteriores.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)