Busca avançada
Ano de início
Entree

Fagocitose e atividade microbicida contra Candida albicans em células THP-1 deficientes para AIRE 1

Processo: 11/02751-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2011
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Aplicada
Pesquisador responsável:Antonio Condino Neto
Beneficiário:Marina Uchôa Wall Barbosa de Carvalho
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Candida albicans   Fagocitose

Resumo

Uma das principais características da imunidade inata é o envolvimento de receptores que reconhecem estruturas características dos patógenos microbianos. Estes receptores são conhecidos como Receptores de Reconhecimento de Padrões (PRR). Destes, os mais estudados são os Receptores Tipo Toll (TLR), no entanto, existem outros receptores que cumprem função similar, com estrutura distinta dos TLRs. Desses, Dectina-1 é considerado o receptor mais importante, e tem sido foco de intensa investigação nos últimos anos, emergindo como modelo de estudo dos receptores distintos dos TLRs. Recentemente nosso grupo demonstrou que a proteína AIRE é importante para a via de sinalização da Dectina-1 (crítica para a resposta a C. albicans), sendo que a ausência de AIRE leva a defeitos na ativação do fator transcripcional NF-kB. Também demonstramos que AIRE interage com as principais moléculas que compõem a via de sinalização da Dectina-1. No presente projeto, nossa proposta é avaliar como a ausência da proteína AIRE influencia eventos específicos e importantes durante o estímulo da via Dectina-1 como a produção de derivados reativos do oxigênio através do sistema NADPH oxidase e a atividade microbicida. Isto trará informações mais precisas tanto dos eventos envolvidos na formação de ROS pelo sistema NADPH oxidase por ativação via Dectina-1, assim como o possível mecanismo mediante o qual a C. albicans sofre fagocitose e morte intracelular, contribuindo para o avanço do conhecimento sobre a resposta imune inata a C. albicans. Para o desenvolvimento deste projeto serão utilizadas as técnicas de ânion superóxido, DHR e atividade microbicida em fagócitos humanos de mielomonocítica THP-1 com deficiência da proteína AIRE. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
CARVALHO, Marina Uchôa Wall Barbosa de. Função fagocítica em leucócitos humanos silenciados ou mutados para AIRE.. 2013. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Ciências Biomédicas São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.