Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da solução de clorexidina a 2% a um cimento ionomérico e um resinoso na adesão de pinos de fibra de vidro em raízes bovinas após 7 dias e 6 meses de armazenamento

Processo: 11/02956-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2011
Vigência (Término): 31 de março de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:Linda Wang
Beneficiário:Diana Ferreira Gadelha de Araújo
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Dentística   Cimentos de ionômeros de vidro   Cimentos de resina   Pinos dentários   Fibra de vidro   Clorexidina

Resumo

As recentes evidências da solução de clorexidina a 2% associadas às restaurações adesivas tem reforçado as perspectivas em aumentar a longevidade destas restaurações. Clinicamente, um dos maiores desafios adesivos diz respeito aos dentes tratados endodonticamente com pinos intracanais, que se torna a técnica mais crítica. O objetivo neste estudo será de avaliar a influência do uso de solução de clorexidina a 2% (CHX) na resistência adesiva de pino de fibra de vidro, utilizando um agente cimentante ionomérico e um cimento resinoso com sistema adesivo convencional após um período de 7 dias e 6 meses. As hipóteses nulas a serem testadas são de que não há diferença de resistência adesiva com o uso dos diferentes agentes cimentantes, com ou sem o uso de solução de clorexidina a 2%, de acordo com os terços da raiz e em relação ao tempo. Oitenta raízes bovinas serão selecionadas, mantidas e renovadas em timol a 0,1%. Após tratamento endodôntico e desobturação padronizados, as raízes serão aleatoriamente distribuídas em 4 grupos de acordo com o tratamento: G1- RL (RelyX Luting 2- ionômero de vidro), G2- ARC (RelyX ARC/ScothBond MultiPurpose- cimento resinoso). Os grupos G3 e G4 serão respectivamente tratados como os sistemas de G1 e G2 somados ao uso de solução de clorexidina a 2% (após condicionamento ácido, no grupo que utiliza cimento resinoso e após condicionamento com ácido poliacrílico, no grupo que usa cimento ionomérico). Todas as raízes serão restauradas com pino de fibra de vidro cônico Exacto. Após 24 horas, as raízes serão seccionadas perpendicularmente ao longo eixo e identificadas quanto à região, obtendo-se fatias (1mm de espessura), para serem testadas após 7 dias e 06 meses de armazenamento em saliva artificial. Todas as fatias serão submetidas ao teste de extrusão (push-out) na máquina de teste universal (EMIC) com célula de carga de 100kg a 0,5mm/min. Os dados serão tabelados considerando as variáveis do uso ou não de solução de clorexidina, diferentes agentes cimentantes e terços radiculares nos dois tempos considerados, 7 dias e 6 meses. Se passarem no teste de distribuição normal, as análises serão realizadas pelo teste de ANOVA e comparações múltiplas com Tukey, ambos com p<0,05. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GADELHA DE ARAUJO, DIANA FERREIRA; CHAVES, LARISSA PINCELI; BIM JUNIOR, ODAIR; PIMENTEL GARCIA, FERNANDA CRISTINA; ISHIKIRIAMA, SERGIO KIYOSHI; HONORIO, HEITOR MARQUES; WANG, LINDA. Influence of 2% chlorhexidine digluconate on bond strength of a glass-fibre post luted with resin or glass-ionomer based cement. Journal of Dentistry, v. 42, n. 6, p. 735-741, . (11/02956-9)
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
ARAÚJO, Diana Ferreira Gadelha de. Efeito da solução de clorexidina a 2% a um cimento ionomérico e um resinoso na adesão de pinos de fibra de vidro em raízes bovinas após 7 dias e 6 meses de armazenamento. 2013. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB/SDB) Bauru.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.