Busca avançada
Ano de início
Entree

Paideia: bases objetivas e subjetivas para a formação de redes sociais de prevenção do delito da exploração sexual de meninas

Processo: 11/13822-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de agosto de 2011
Vigência (Término): 30 de setembro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia - Outras Sociologias Específicas
Pesquisador responsável:Augusto Caccia-Bava Júnior
Beneficiário:Leandro Silva de Oliveira
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Letras (FCL). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/08414-3 - Paidéia: bases objetivas e subjetivas para a formação de redes sociais de prevenção do delito da exploração sexual de meninas, AP.R
Assunto(s):Maus-tratos sexuais infantis   Delitos sexuais   Exploração sexual   Prevenção da violência sexual   Crianças   Adolescentes   Redes sociais

Resumo

O presente projeto busca constituir bases empírica, objetivas e subjetivas, para diagnóstico e projeção de práticas de prevenção de abuso e exploração sexual de meninas, crianças e adolescentes. Pretende-se fundamentar, com dados e análises, a formação de redes sociais locais, ou sua consolidação, caso já existam, nas cinco cidades, com mais de 200 mil habitantes, no estado de São Paulo: Araraquara, Bauru, Ribeirão Preto, São Carlos e São José do Rio Preto. Essas cidades já são citadas pela Secretaria de Estado da Justiça, como rotas referências de casos de tráfico de pessoas para fins de exploração sexual. As bases de dados resultarão do cruzamento dos dados quantitativos existentes nas instituições locais e os resultantes de entrevistas, com aproximadamente 150 profissionais e cidadãos, que atuam em torno dessa questão social, a saber: 1º - policiais e promotores vinculados à repressão ao crime organizado; 2º - conselheiros tutelares; 3º - assistentes sociais e psicólogos; 4º - integrantes de conselhos de moradores de bairros vulneráveis. Os resultados previstos serão: I - formação de banco de dados estatísticos, localizado na universidade e em conexão com as secretarias municipais de Assistência Social; II - Implantação de observatório regional sobre as experiências de prevenção de delito de abuso e exploração sexual; III - elaboração de protocolo voltado à proteção de crianças e adolescentes vítimas de abuso e exploração sexual. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa: