Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise do complemento proteico plasmático e de fatores de risco metabólicos em adolescentes obesos em tratamento no Centro de Recuperação e Educação Nutricional (CREN)

Processo: 11/50276-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2011
Vigência (Término): 21 de junho de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição
Pesquisador responsável:Ana Raimunda Dâmaso
Beneficiário:Ana Paula Grotti Clemente
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Composição corporal   Adolescentes   Obesidade   Avaliação nutricional

Resumo

Estudos prévios mostraram que indivíduos obesos têm desenvolvimento de hipertensão, presença precoce de marcadores para doença cardiovascular, resistência à insulina, respiração dificultada, aumento do risco de fraturas e alterações psicológicas. Sabe-se que a obesidade promove alterações na concentração de adipocinas, tais como interleucinas 6 e 10, leptina, adiponectina e TNF-alfa. Apesar disso, são inexistentes de acordo com o nosso conhecimento, estudos que mostrem o efeito da recuperação nutricional em adolescentes obesos, correlacionando com o proteoma plasmatico. O presente estudo tem por desafio avaliar os efeitos da recuperação nutricional em adolescentes obesos. Para tanto, serão mensurados fatores metabólicos (pressão arterial, composição corporal (massa magra e gordura total), alanina aminotransferase - ALT, aspartato aminotransferase - AST, glicose, insulina, perfil lipídico) e análise proteômica do plasma sangüíneo. Assim, pretendemos determinar a qualidade destas iniciativas de tratamento da obesidade, e desenvolver uma estratégia eficaz de prevenção da obesidade. Para isso, iremos desenvolver uma metodologia de intervenção nutricional e de atividade física, pelo período de 12 meses, em adolescentes obesos. Este estudo tem como objetivo desenvolver um estilo de vida mais saudável em longo prazo. Além disso, avaliaremos se o tratamento multiprofissional melhora o quadro de obesidade e distúrbios associados bem como altera o padrão de expressão protéica no plasma em três momentos (1º momento: antes do início do tratamento; 2º momento: após 6 meses de tratamento; 3º momento: ao final de 1 ano de tratamento). (AU)