Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise comportamental de ratos portadores de inflamação persistente da articulação temporomandibular: correlação com a quantificação de metaloproteinases em estruturas do sistema cerebral aversivo

Processo: 11/07718-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2011
Vigência (Término): 31 de agosto de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Raquel Fernanda Gerlach
Beneficiário:Glauce Crivelaro Do Nascimento
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Articulação temporomandibular   Ansiedade   Dor musculoesquelética   Metaloproteinases da matriz

Resumo

A dor de origem orofacial inclui condições dolorosas associadas com os tecidos duros e moles da cabeça, face, pescoço e de todas as estruturas intra-orais. Dentre as dores músculo-esqueléticas, pode-se destacar aquelas causadas pela disfunção temporomandibular (DTM). A inflamação que ocorre na região das ATMs tem sido considerada como a causa da dor nos pacientes com DTM. Neste contexto, macromoléculas da matrix extracelular (MEC) podem participar do desenvolvimento deste processo inflamatório. Especificamente, tem sido demonstrado o envolvimento metaloproteinases da matriz (MMPs), que de fato, parecem estar relacionadas com diversos processos inflamatórios da região orofacial. Além disso, as MMPs são expressas em várias regiões do cérebro, especialmente em condições patológicas. Pacientes com DTM também podem apresentar desordens relacionadas ao estresse caracterizadas por alterações somáticas e psicológicas. Assim, estudos prévios demonstram que pacientes com DTM apresentam maior grau de estresse, depressão e ansiedade quando comparados com os grupos controle saudáveis, e que alguns sintomas de DTM e dor orofacial podem ser apenas manifestações somáticas de estresse emocional. Neste contexto, as raízes do medo e da ansiedade estão nas reações de defesa dos animais e em relação a estes comportamentos e a elaboração de estados motivacionais e emocionais aversivos, há um Sistema Cerebral Aversivo que estaria envolvido com a geração destes. Esse sistema é representado por estruturas como o hipotálamo medial, amígdala, matéria cinzenta periaquedutal dorsal (MCPD), colículo inferior e camadas profundas do colículo superior. Este sistema está associado à emissão de respostas incondicionadas, enquanto que a organização das respostas condicionadas é efetuada pelo Sistema de Inibição Comportamental, representado pelo sistema septo-hipocampal, núcleo mediano da rafe e substância cinzenta periaquedutal ventral. A amígdala está envolvida nos dois sistemas, agindo como interface entre ambos. Considerando que há expressão de metaloproteinases em diversas estruturas encefálicas e que a ansiedade está presente em grande porcentagem dos pacientes com disfunção temporomandibular, o objetivo deste estudo é avaliar níveis de ansiedade e a atividade das metaloproteinases em estruturas do sistema cerebral aversivo durante a inflamação nas articulações temporomandibulares em ratos. Para tanto, será analisada atividade gelatinolítica em estruturas dos sistemas cerebral aversivo e de inibição comportamental durante inflamação temporomandibular através da Zimografia in situ e Imunohistoquímica. Ademais, será avaliada a sensibilidade mecânica dos animais portadores de inflamação, através do teste de Von Frey e os níveis de ansiedade destes, em períodos diferentes do processo inflamatório, pelo Labirinto em Cruz Elevado. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
G.C. NASCIMENTO; B.B. DE PAULA; C.A. LOWRY; C.R.A. LEITE-PANISSI. Temporomandibular inflammation mobilizes parvalbumin and FosB/deltaFosB neurons of amygdala and dorsal raphe. Brazilian Journal of Medical and Biological Research, v. 53, n. 8, p. -, Ago. 2020. Citações Web of Science: 0.
DESIDERA, A. C.; NASCIMENTO, G. C.; GERLACH, R. F.; LEITE-PANISSI, C. R. A. Laser therapy reduces gelatinolytic activity in the rat trigeminal ganglion during temporomandibular joint inflammation. ORAL DISEASES, v. 21, n. 5, p. 652-658, JUL 2015. Citações Web of Science: 4.
DO NASCIMENTO, GLANCE CRIVELARO; ANDRADE LEITE-PANISSI, CHRISTIE RAMOS. Time-dependent analysis of nociception and anxiety-like behavior in rats submitted to persistent inflammation of the temporomandibular joint. Physiology & Behavior, v. 125, p. 1-7, FEB 10 2014. Citações Web of Science: 17.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.