Busca avançada
Ano de início
Entree

Síntese e auto-organização de nanopartículas ferromagnéticas metálicas visando aplicações em gravação magnética de ultra-alta densidade e ímãs permanentes de elevado desempenho

Processo: 11/06556-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2011
Vigência (Término): 31 de março de 2015
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Físico-química
Pesquisador responsável:Laudemir Carlos Varanda
Beneficiário:Tiago Luis da Silva
Instituição-sede: Instituto de Química de São Carlos (IQSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:07/07919-9 - Nanocristais magnéticos coloidais: obtenção de nanoesferas, nanofios e nanobastões auto-organizados e funcionalizados com macromoléculas para aplicação em gravação magnética avançada, biotecnologia e biomedicina, AP.JP
Bolsa(s) vinculada(s):13/08658-5 - Síntese química de nanopartículas de FePt e SmCo5 com tamanho e morfologia controlados visando aplicação em gravação magnética, BE.EP.DR
Assunto(s):Nanotecnologia   Ímãs permanentes   Química de materiais

Resumo

Nanopartículas (NP) ferromagnéticas metálicas em sistemas auto-organizados vem recebendo grande atenção como potenciais candidatos a aplicações em gravação magnética de ultra-alta densidade (UHMR) e imãs permanentes de elevado desempenho. Entretanto, a aplicação dessas NP tem sido limitada devido aos problemas decorrentes da falta de alinhamento magnético, pois os eixos de fácil magnetização de NP esféricas são orientados randomicamente nas três direções quando o sistema é auto-organizado sobre o substrato. Com o intuito de superar essas limitações, foram desenvolvidos métodos de sínteses de NP de FePt de fase cúbica (fcc) com formas alongadas, porém, o recozimento necessário para a transformação da fase fcc para fase tetragonal fct, o qual possui características ferromagnéticas, sempre resulta na sinterização e na perda de forma. Recentemente, o nosso grupo de pesquisa adequou o método do poliol modificado para a obtenção de nanobastões (NB) de FePt parcialmente sintetizados na fase tetragonal (elevada anisotropia magnetocristalina) sem a necessidade de recozimento. Em relação às ligas de terras raras, tal como a liga SmCo5, apesar de apresentar maior anisotropia magnetocristalina se comparada a FePt, poucos esforços tem sido feito para o desenvolvimento de um procedimento sintético adequado em que NP ferromagnéticas de SmCo5 fossem obtidas com tamanho e forma controlados, revelando um desafiante e amplo campo ainda a ser explorado. Desta forma, esse projeto, vinculado ao projeto Jovem Pesquisador (Proc. Fapesp 07/07919-9) "Nanocristais magnéticos coloidais: obtenção de nanoesferas, nanofios e nanobastões auto-organizados e funcionalizados com macromoléculas para aplicação em gravação magnética avançada, biotecnologia e biomedicina", propõe o desenvolvimento de novas metodologias para a obtenção de nanopartículas magnéticas metálicas com rigoroso controle de tamanho e de forma em sistemas monodispersos com morfologia variando de nanoesferas, nanobastões a nanofios e auto-organizadas em duas e três dimensões para aplicação em UHMR e imãs permanentes de elevado desempenho.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SILVA, Tiago Luis da. Síntese e auto-organização de nanopartículas ferromagnéticas metálicas visando aplicações em gravação magnética de ultra-alta densidade e imãs permanentes de elevado desempenho. 2015. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Química de São Carlos São Carlos.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.