Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos da microinjeção de antagonista histaminérgico do receptor H2 na consolidação da memória emocional de camundongos

Processo: 11/06457-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2011
Vigência (Término): 31 de agosto de 2012
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Fisiológica
Pesquisador responsável:Rosana Mattioli
Beneficiário:Flávia Pinto Capozzielli
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Ranitidina   Aprendizagem   Memória (psicologia)   Cerebelo

Resumo

O sistema neural histaminérgico relaciona-se com várias funções, entre elas a aprendizagem e a memória. Estudos demonstram a existência de fibras histaminérgicas no cerebelo, assim como a presença de receptores histaminérgicos H2. Evidências indicam que o cerebelo, classicamente relacionado à coordenação motora, também tem papel importante na memória emocional via vérmis cerebelar. O presente trabalho busca investigar os efeitos do antagonista H2, Ranitidina, microinjetado no vérmis cerebelar sobre a consolidação da memória emocional de camundongos. Para isso, será realizada uma cirurgia para implantação de cânula guia no vérmis cerebelar de camundongos machos (Suíço Albino) com peso entre 25 e 35g. Após 3 dias de recuperação, serão realizados os testes comportamentais no Labirinto em Cruz Elevado em dois dias consecutivos, exposição (T1) e reexposição (T2). Imediatamente após T1, os animais receberão Salina ou Ranitidina nas doses de 0,57nmol; 2,85nmol e 5,7nmol/0,1µl. As sessões de teste serão gravadas para posterior análise das medidas etológicas e das medidas espaços temporais [número de entradas nos braços abertos (EBA) e fechados (EBF); tempo gasto nos braços abertos (TBA), fechados (TBF) e no centro (TC), e suas respectivas porcentagens - %EBA, %TBA, %TBF e %TC]. O Protocolo T1/T2 será utilizado considerando como medida de avaliação da memória dos animais a redução da exploração dos braços abertos na reexposição (T2). A análise histológica confirmará a implantação da cânula no vérmis cerebelar. Para análise estatística, os dados serão submetidos ao teste de Levene para verificar homogeneidade, seguido pelo teste de Análise de Variância ANOVA. (AU)