Busca avançada
Ano de início
Entree

Envolvimento de estruturas corticais e subcorticais na modulacao dos efeitos de omissao do reforco.

Processo: 11/50935-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2011
Vigência (Término): 10 de dezembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Experimental
Pesquisador responsável:Jose Lino Oliveira Bueno
Beneficiário:Danielle Marcilio Judice Daher
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Núcleo accumbens

Resumo

Os efeitos da omissão do reforço são caracterizados por taxas de respostas mais altas após os eventos seguidos da omissão do reforço do que após os eventos seguidos da liberação de reforço. Enquanto alguns autores apóiam a noção de que os efeitos da omissão do reforço são decorrentes da frustração, e, portanto, de uma condição motivacional, outros autores sugerem que os efeitos de omissão também podem estar associados a processos mnemômicos e atencionais. Estudos que buscaram avaliar quais estruturas neurais estariam por trás dos efeitos da omissão do reforço sugeriram que a amígdala, mas não o hipocampo, poderia fazer parte de um circuito que modula os efeitos de omissão. Entretanto, as conexões entre os diferentes núcleos da amígdala e estruturas corticais e subcorticais também parecem estar envolvidas com processos relacionados a recompensas e expectativa. Apesar de haver vários estudos examinando o papel da amígdala nos efeitos de omissão, não há na literatura estudos que buscaram avaliar se lesões em diferentes regiões corticais e subcorticais podem interferir nestes efeitos. Desta forma, os experimentos 1, 2 e 3 pretendem examinar se lesões no núcleo accumbens, córtex pré-frontal medial e córtex órbito-frontal, respectivamente, podem interferir nos efeitos de omissão. Para tanto, ratos lesados serão treinados num esquema de intervalo - fixo com limited hold sinalizado e, após a aquisição do desempenho estável, o esquema de reforçamento parcial será introduzido. A análise da porcentagem média de respostas após a omissão do reforço e após a liberação deste permitirá verificar se as diferentes lesões afetam os efeitos da omissão do reforço. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
TAVARES, T. F.; JUDICE-DAHER, D. M.; BUENO, J. L. O. Reinforcement omission effects in rats with bilateral lesions in the substantia nigra pars compacta and ventral tegmental area. Brazilian Journal of Medical and Biological Research, v. 52, n. 7 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.