Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da ação do ácido nicotínico sobre a produção e expressão de adiponectina, leptina e PAI-1 e sobre a expressão de PPAR gama e PPAR alfa em adipócitos 3T3-L1 submetidos à hipóxia

Processo: 11/07248-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de setembro de 2011
Vigência (Término): 31 de agosto de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biologia Geral
Pesquisador responsável:Marcelo Costa Batista
Beneficiário:Renata Nakamichi
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Nefrologia   Anóxia   Ácidos nicotínicos   Adiponectina   Leptina   Inibidor 1 de ativador de plasminogênio   PPAR alfa   PPAR gama   Adipócitos

Resumo

Doenças Cardiovasculares (DCV) têm sido consideradas uma das principais causas de mortalidade. Os fatores de risco independentes de maior importância para as DVCs são a Dislipidemia, Sedentarismo, Tabagismo, Diabetes Mellitus, Inflamação Crônica, Aterosclerose e Obesidade. Entre os fatores de risco associados às doenças cardiovasculares, a Obesidade ocupa lugar de destaque. A expansão do tecido adiposo na obesidade induz ao aumento da expressão e na elevação plasmática de algumas proteínas inflamatórias, incluindo, TNF-alfa (fator de necrose tumoral alfa), IL-6 (interleucina 6) e MCP-1 (monocyte chemoattractant protein-1), com comitante decréscimo da produção de adiponectina e elevação de leptina. Os adipócitos, assim como leucócitos e endoteliócitos, expressam e secretam mediadores inflamatórios, contribuindo desse modo para o processo aterogênico e para a evolução da doença cardiovascular. Os PPARs também têm grande importância no controle de diversos processos biológicos relacionados principalmente ao metabolismo lipídico e ao processo inflamatório, desempenhando, portanto, papel fundamental em várias doenças cardiovasculares. Estudos recentes têm sugerido que a privação de oxigênio está intimamente associada com o aparecimento de certas patologias, como Síndrome Metabólica, Obesidade, Diabetes Do Tipo 2 e doenças cardiovasculares. Embora o uso do ácido nicotínico para o tratamento da Dislipidemia já seja conhecido há muito tempo, estudos recentes têm demonstrado os mecanismos celulares e moleculares da ação do ácido nicotínico sobre a regulação no metabolismo de lipídios e lipoproteínas, como o seu efeito sobre a redução dos estoques de triglicerídeos presentes no tecido adiposo, e a inibição da enzima diacilglicerol acetiltransferase liberada pelos hepatócitos. O ácido nicotínico também age sobre redução da síntese de triglicerídeos, aumentando a degradação de apolipoproteína B, e conseqüentemente diminuindo a secreção de partículas de VLDL e LDL. Baseados nas propriedades antiinflamatórias e na evolução favorável da doença cardiovascular pelo tratamento com o ácido nicotínico e na irrefutável importância dos adipócitos na evolução da aterogênese esse estudo tem por objetivo investigar o impacto das propriedades pleiotrópicas do ácido nicotínico em adipócitos em cultura submetidos à hipóxia, sobre expressão e secreção adiponectina, leptina e PAI-1 e na expressão do PPAR-alfa e PPAR-gama. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
NAKAMICHI, RENATA; MIRANDA, ERIKA PRATES; DE VERGUEIRO LOBO, SYLVIA MADEIRA; TRISTAO, VIVIAN REGINA; DALBONI, MARIA APARECIDA; REDUBLO QUINTO, BEATA MARIE; BATISTA, MARCELO COSTA. Action of nicotinic acid on the reversion of hypoxic-inflammatory link on 3T3-L1 adipocytes. LIPIDS IN HEALTH AND DISEASE, v. 15, MAY 10 2016. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.