Busca avançada
Ano de início
Entree

História evolutiva de Drosophila serido ("cluster" Drosophila buzzatii)

Processo: 11/10499-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2011
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética
Pesquisador responsável:Maura Helena Manfrin
Beneficiário:Taís Carmona Lavagnini-Pizzo
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Caatinga   Características da população   Filogeografia   Mata Atlântica

Resumo

Espécies cactófilas de Drosophila, como as que pertencem ao "cluster" Drosophila buzzatii, possuem íntima relação ecológica com espécies da família Cactaceae, vegetação muito comum nas Florestas Tropicais Sazonalmente Secas (FTSS). Há evidências de que as flutuações climáticas do Quaternário influenciaram a distribuição da FTSS, que sofreu processos de expansão e retração de sua área de distribuição, influenciando assim aspectos demográficos e o fluxo gênico entre populações das espécies de Drosophila. Drosophila serido tem sido caracterizada por meio de diferentes marcadores como sendo uma espécie politípica, podendo ser dividida em dois grupos distintos, Populações do Nordeste e do Litoral. É provável que estes grupos observados estejam relacionados com os processos de expansão e retração da vegetação xerofítica durante o Quaternário. Com o intuito de compreender a estruturação populacional de D. serido e os processos filogeográficos que influenciaram sua distribuição, serão realizadas análises multi-locus (genes nucleares period e GstD1, gene mitocondrial COI) e a modelagem de distribuição de espécies. Estas abordagens permitirão: (1) uma avaliação mais ampla sobre a questão da influência dos eventos paleoclimáticos e ecológicos na história das populações de D. serido; (2) inferências de rotas de dispersão, colonização e isolamento de populações no litoral a partir do seu centro de dispersão; (3) verificar o "status" taxonômico de suas populações considerando a divisão em Nordeste e Litoral; (4) reavaliar, em virtude dos marcadores escolhidos, a hipótese de que o centro de dispersão destas populações seja a Chapada Diamantina, e (5) debater sobre os processos demográficos e históricos no domínio da FTSS e suas relações históricas com outros domínios do território brasileiro.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FRANCO, FERNANDO F.; LAVAGNINI, TAIS C.; SENE, FABIO M.; MANFRIN, MAURA H. Mito-nuclear discordance with evidence of shared ancestral polymorphism and selection in cactophilic species of Drosophila. Biological Journal of the Linnean Society, v. 116, n. 1, p. 197-210, SEP 2015. Citações Web of Science: 7.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
LAVAGNINI-PIZZO, Taís Carmona. História evolutiva de Drosophila serido (\"cluster\" Drosophila buzzatii). 2015. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto Ribeirão Preto.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.