Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise fisiológica, bioquímica e ultraestrutural de mutantes de tomateiro (Lucopersicum esculentum Mill., cv. micro-tom) expostos ao cádmio e alumínio

Processo: 11/50982-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2011
Vigência (Término): 31 de agosto de 2014
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia
Pesquisador responsável:Ricardo Antunes de Azevedo
Beneficiário:Georgia Bertoni Pompeu
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:09/54676-0 - Estresse oxidativo induzido por metais: novas abordagens, AP.TEM
Assunto(s):Metais pesados   Cádmio   Estresse oxidativo   Mícrotron

Resumo

Dentre os principais contaminantes ambientais estão os metais pesados, decorrentes da intensa atividade agroindustrial. O cádmio é um elemento não essencial considerado um dos poluentes ambientais mais tóxicos a humanos, animais e vegetais. O alumínio é encontrado nos solos, principalmente ácidos, na forma disponível. Considerando que 65% do solo brasileiro é ácido, este metal é uns dos principais responsáveis pelos danos severos encontrados nas raízes. O cultivar Micro-Tom de tomateiro é considerado um modelo excelente para estudos biológicos, bioquímicos e fisiológicos devido a sua importância econômica, o porte pequeno, o ciclo de vida curto e a produção de frutos. A caracterização dos efeitos dos metais pesados neste cultivar e nos seus mutantes permite que estas informações sejam estendidas a outros organismos. Este trabalho visa o entendimento de parte dos mecanismos de tolerância e defesa do Micro-Tom e dos mutantes epinastic e sitiens em relação à exposição destes em diferentes concentrações de Cd e Al, por determinados períodos. Serão observados e comparados parâmetros fisiológicos como variações nos tamanhos das raízes e da parte aérea, produção de biomassa e conteúdo de clorofila e carotenóides, parâmetros bioquímicos como a quantificação da glutationa, ascorbato e fitoquelatinas e finalmente a análise ultraestrutural dos diversos órgãos e tecidos, por meio das diversas técnicas de microscopia. Esta proposta possui a relevância de permitir a compreensão das respostas fisiológicas, bioquímicas e ultraestruturais com relação aos danos provocados pelo Cd e Al e relacionar estas informações com outros estudos, como proteômicos e citogenéticos, permitindo um melhor entendimento dos mecanismos de defesa e tolerância, além de estratégias para obtenção de plantas tolerantes, dando suporte aos estudos relacionados à fitorremediação e bioacumulação. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GEORGIA BERTONI POMPEU; GUILHERME BOVI AMBROSANO; MILCA BARTZ VILHENA; ROGÉRIO FALLEIROS CARVALHO; PRISCILA LUPINO GRATÃO; FELIPE ANDRINO; SIMONE POSSEDENTE DE LIRA; RICARDO ANTUNES AZEVEDO. Potential of hydrogen (pH) differentially modulates cadmium stress response in abscisic acid-deficient sitiens tomato mutant. Bragantia, n. ahead, p. -, 2019.
GEORGIA BERTONI POMPEU; GUILHERME BOVI AMBROSANO; MILCA BARTZ VILHENA; ROGÉRIO FALLEIROS CARVALHO; PRISCILA LUPINO GRATÃO; FELIPE ANDRINO; SIMONE POSSEDENTE DE LIRA; RICARDO ANTUNES AZEVEDO. Potential of hydrogen (pH) differentially modulates cadmium stress response in abscisic acid-deficient sitiens tomato mutant. Bragantia, v. 78, n. 3, p. 317-327, Set. 2019. Citações Web of Science: 0.
POMPEU, GEORGIA B.; VILHENA, MILCA B.; GRATAO, PRISCILA L.; CARVALHO, ROGERIO F.; ROSSI, MONICA L.; MARTINELLI, ADRIANA P.; AZEVEDO, RICARDO A. Abscisic acid-deficient sit tomato mutant responses to cadmium-induced stress. PROTOPLASMA, v. 254, n. 2, p. 771-783, MAR 2017. Citações Web of Science: 27.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.