Busca avançada
Ano de início
Entree

Cardiomiopatia séptica em animais submetidos a duplo insulto infeccioso mimetizando o cenário clínico comum: ligadura e perfuração cecal (CLP) seguida de pneumonia induzida por Pseudomonas aeruginosa

Processo: 11/08234-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2011
Vigência (Término): 31 de agosto de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Pesquisador responsável:Simone Gusmão Ramos
Beneficiário:Maria José Figueiredo
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Cardiomiopatias   Pneumonia bacteriana   Distrofina   Peritonite   Sepse

Resumo

A sépsis é definida como uma síndrome da resposta inflamatória sistêmica à infecção. As mortes que ocorrem no início da doença são normalmente resultado dessa exacerbada resposta inflamatória sistêmica; os que sobrevivem a esse quadro inicial evoluem para um período de imunossupressão predispondo o hospedeiro ao desenvolvimento de uma variedade de infecções hospitalares, particularmente pneumonia por bactérias gram-negativas. Pseudomonas aeruginosa é uma bactéria essencialmente não-patogênica no hospedeiro imunocompetente; todavia, é um dos patógenos mais comuns como agente etiológico de pneumonias em pacientes criticamente doentes. Apesar das doenças pulmonares serem comumente observadas em pacientes sépticos, a insuficiência pulmonar é raramente causa clínica de morte. De todas as doenças de órgãos, a mais relevante para a mortalidade dos pacientes parece estar relacionada ao sistema cardiovascular. A disfunção cardíaca tem sido reconhecida como uma grave manifestação em aproximadamente 40% dos pacientes sépticos, com uma mortalidade variando de 70 a 90% em contraste com 20% de mortalidade em pacientes sem envolvimento cardiovascular; a depressão do miocárdio é um dos principais responsáveis pela mortalidade e morbidade nesses pacientes. Em 2007, Rossi et al., sugeriram que alterações estruturais no miocárdio, classificáveis como "cardiomiopatia inflamatória" poderiam ser responsáveis pela depressão miocárdica induzida pela sépsis. O modelo de ligadura e perfuração cecal (CLP) é amplamente aceito por muitos investigadores como um modelo de sépsis que melhor reflete a complexa resposta dessa síndrome em humanos. Entretanto, um grande problema com a maioria dos modelos experimentais de sépsis é que eles não refletem a fase mais prolongada da doença observada em pacientes em unidades de terapia intensiva. Na tentativa de mimetizar este cenário clínico usaremos o modelo de dois insultos que consiste na indução de sépsis moderada por CLP e 3 dias após os animais sobreviventes são inoculados por via intranasal com Pseudomonas aeruginosa para indução de pneumonia com o objetivo de investigar as alterações estruturais do miocárdio e sua relação com a disfunção deste órgão e a sobrevida dos animais sépticos. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MACHADO, JULIANA REIS; SOAVE, DANILO FIGUEIREDO; DA SILVA, MARCOS VINICIUS; DE MENEZES, LILIANA BORGES; ETCHEBEHERE, RENATA MARGARIDA; GONCALVES DOS REIS MONTEIRO, MARIA LUIZA; DOS REIS, MARLENE ANTONIA; MIRANDA CORREA, ROSANA ROSA; NUNES CELES, MARA RUBIA. Neonatal Sepsis and Inflammatory Mediators. Mediators of Inflammation, 2014. Citações Web of Science: 40.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.