Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência da restrição proteica gestacional e lactacional sobre a morfogênese da próstata de ratos

Processo: 11/09061-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2011
Vigência (Término): 31 de agosto de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Embriologia
Pesquisador responsável:Wellerson Rodrigo Scarano
Beneficiário:Cristiane Figueiredo Pinho
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu, SP, Brasil
Assunto(s):Gravidez   Reprodução   Lactação   Próstata

Resumo

Nos últimos anos vem aumentando o reconhecimento mundial sobre a relevância da nutrição como pilar básico para o desenvolvimento econômico e social. Em países em desenvolvimento como o Brasil, por exemplo, a desnutrição é um problema sócio- econômico causado pela má alimentação e pela baixa renda. Milhares de crianças têm seu crescimento retardado pela má nutrição, no entanto poucos trabalhos relacionam a desnutrição protéica materna e o desenvolvimento do sistema reprodutor masculino. Dessa forma, o presente trabalho tem por objetivo investigar os possíveis efeitos da desnutrição protéica gestacional e durante a lactação sobre o desenvolvimento da parte pélvica do seio urogenital e a morfogênese inicial do complexo prostático, tendo em vista que a etiologia das doenças prostáticas relaciona-se com fatores epigenéticos, e dentre eles fatores toxicológicos e nutricionais. Após o acasalamento e diagnóstico da prenhês, dois grupos de mães serão constituídos: Normoprotéico (N, 17% proteína, n=7) e Hipoprotéico (H, 6% proteína, n=7). No dia do nascimento, as ninhadas serão inspecionadas e reduzidas para no máximo oito animais (preferencialmente machos), sendo que 2 machos por ninhada serão mortos por decaptação para coleta do broto prostático no dia do nascimento. No dia 22 após o nascimento (DPN22), após o término da lactação, 2 machos por ninhada serão pesados, mortos por inalação de CO2 e o complexo prostático será coletado para as análises. Serão investigados a morfologia geral e o padrão de distribuição dos elementos celulares e da matriz extracelular por métodos citoquímicos e estereológicos; a imunorreatividade para os receptores hormonais (AR e ERalfa); e os índices de proliferação e morte celular (Ki67 e caspase 3 clivada) por métodos imunocitoquímicos.