Busca avançada
Ano de início
Entree

EFEITO DO EXTRATO PADRONIZADO DE Ginkgo biloba (EGb) na AQUISIÇÃO DA MEMÓRIA DO MEDO CONDICONADO: caracterização dos eventos celulares.

Processo: 11/11740-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2011
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Neuropsicofarmacologia
Pesquisador responsável:Suzete Maria Cerutti
Beneficiário:Natália Cândido Vendrasco
Instituição-sede: Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas (ICAQF). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Diadema. Diadema , SP, Brasil
Assunto(s):Serotonina   Ginkgo biloba   Glutamatos   Comportamento animal

Resumo

Um conjunto expressivo de dados na literatura fornece fortes evidências de que o extrato padronizado de Ginkgo biloba (EGb 761) apresenta potencial terapêutico para melhora da cognição. Entretanto, sua eficácia como agente nootrópico tem sido questionado, pois ainda não está claro se as melhoras observadas são consequências da ação direta do Ginkgo nos processos de memória ou se refletem uma melhora na atenção, vascularização do tecido, estado de vigilância ou, ainda, por atuar em distúrbios de ansiedade e depressão. A compreensão dos efeitos do EGb 761 na modulação da memória emocional carece de estudos que avaliem os mecanismos celulares e moleculares em estruturas neurais sabidamente envolvidas com a formação de memória do medo condicionado. O progresso no conhecimento das bases biológicas é importante para que haja avanços terapêuticos na prevenção e tratamento de patologias associadas aos distúrbios de memória e ansiedade. Diversos estudos têm sugerido que a transmissão glutamatérgica e serotoninérgica são alvos estratégicos importantes para tratamentos de transtornos de ansiedade, além de participar da formação de memória do medo condicionado. Neste sentido, este trabalho tem como objetivo a análise da expressão gênica receptores glutamatérgicos do tipo NMDA e serotoninérgicos do tipo 5-HT1A no hipocampo, complexo amidalóide e córtex pré-frontal de ratos submetidos ao teste da resposta emocional condicionada (REC) e ao tratamento agudo com o Extrato de Ginkgo Biloba (EGb 761). A expressão gênica dos receptores NMDA e 5-HT1A será realizada pelas técnicas de PCR quantitativo (qPCR) em amostras de hipocampo, complexo amidalóide e córtex pré-frontal. Adicionalmente os animais serão tratados com antagonistas dos receptores serotoninérgicos e glutamatérgicos. Para a análise dos dados comportamentais utilizaremos o teste análise de variância (ANOVA- one way), seguido do teste post-hoc de Bonferroni que nos permitirá realizar comparações múltiplas.